Las Vegas – Dicas para curtir a cidade do Cassino

Fundada em 1905, Las Vegas fica localizada no sul do estado de Nevada. É conhecida mundialmente pelos seus Cassinos além de já servir como palco de grandes filmes como: Despedidas em Las Vegas, 11 Homens e 1 Segredo, Cassino, Se beber não case, e muitos outros.

Além disso, Vegas é a única cidade americana onde beber bebida alcoólica na rua é permitido. Então os americanos, e turistas, aproveitam !

Por estar localizado no meio do deserto, o clima de Vegas é semiárido, o que faz com que a temperatura no verão chegue perto do 50°C e no inverno caia para 15°C e 20°.



Las Vegas : Onde se hospedar ?

Fiquei na rede de hotéis Marriot da onde trabalhava, Renaissance Las Vegas. Esse hotel fica um pouco afastado da The Strip, porém tem fácil acesso a vários lugares. Tem um MC Donalds praticamente do lado do hotel. E bem em frente tem a estação do Monorail de Vegas. Onde ajudou bastante na hora de transitar até os Cassinos.

Las Vegas Boulevard

Las Vegas Boulevard, ou mais conhecida como The Strip, é a avenida mais famosa de Las Vegas. É nela onde os mais famosos Cassinos, baladas, bares, e tudo mais está localizado. Entre eles estão:

  • Mandalay Bay
  • MGM Grand
  • Luxor
  • Excalibur
  • New York New York
  • Planet Hollywood
  • Cosmopolitan
  • Bellagio
  • Paris
  • Ceasars Palace
  • Mirrage
  • Venetian
  • Circus Circus
  • Stratosphere

Ceasar Palace

O Cassino Ceasar Palace serviu de grande cenário para o filme “Se beber não case”. Ele possui decoração romana, um belíssimo jardim, além de ter uma balada super top! Digno de comemoração de aniversário 😉

The Mirage Casino

Ta afim de um espetáculo de graça? A cada 30 minutos o The Mirage Casino oferece um espetáculo de explosões de fogos e água que ocorre em um lago em frente ao Cassino que imitam a erupção de um vulcão. Esse espetáculo ocorre todos os dias a partir das 20horas até meia noite.

Planet Hollywood

Serviu como meu palco de diversões!
Esse Cassino é todo inspirado em Hollywood, como o nome sugere. Foi lá que eu arrisquei jogar um Black Jack e ganhei $5 Obamas!
Além de ter drinks deliciosos e uma balada bastante legal também.

New York New York

O Cassino é todo trabalhado com cenários de New York, e tem uma balada gratuita com música Mexicana e bebidas baratas. Além de ter alguns barzinhos e montanha-russa chamada The Big Apple Coaster & Arcade pra quem quiser arriscar. Ela circula a cidade de New York pelo lado de fora do cassino e custa $14 por pessoa.

O Cassino também tem a loja Hershey’s (nem adoro!), com a estátua de chocolate imitando a Estátua da Liberdade.

Bellagio

Este Cassino também promove um evento gratuito, que ficou conhecido como símbolo de Vegas: fonte que dança conforme a música! Isso mesmo, o Bellagio possui um lago artificial na frente do Cassino onde a cada 30 minutos ocorre este show de águas dançantes. Ao todo são 33 músicas e cada uma delas possui sua própria coreografia.

MGM Grand

Infelizmente, não consegui entrar neste hotel. Mais a estrutura dele de pirâmide é algo incrível ! É neste cassino onde as lutas de UFC ocorrem. Então quem sabe você não consegue participar de algum evento desses? 😉

Mandaley Bay

E ainda, você tem a oportundidade de poder passar a mão em raias! =DÉ onde o Shark Reef Aquarium fica localizado. Os ingressos são vendidos na bilheteria e custam $ 18 adultos e $12 crianças entre 5 e 12 anos. Ao todo são 14 exposições e mais de 100 espécies de peixes, tartarugas marinhas, jacarés, raias, 15 espécies de tubarões e outros animais.

The World of Coca-Cola

Se você não dispensa aquela coca geladinha, não pode deixar de conhecer a loja do refrigerante mais bebido no mundo. Localizado na The Strip, a loja da Coca Cola é um misto de museu e loja. Oferecem diversos artigos da marca, como camisetas, bolsas, bonés e relógios. 

Além disso, é possível provar refrigerantes de cores e sabores diferentes, comer doces e sorvetes com saber de Coca-Cola. E ainda se tiver sorte, pode tirar uma super foto com o mascote da Coca-Cola 😉

Welcome to Fabulous Las Vegas

O letreiro Welcome to Fabulous Las Vegas é um dos pontos turísticos “Must have” de Vegas.

Criado por Betty Willis e inaugurado em 1959, esta placa aparece em vários filmes e é a marca da cidade.

O estacionamento no local é gratuito, porém com poucas vagas. Mais não é preciso muito esforço para conseguir uma vaga, pois as pessoas não costumam demorar muito tempo por lá.

Tem também uma pessoa que se oferece para tirar fotos, cobrando apenas uma gorjeta de $2 dólares.

Endereço: 5100 Las Vegas Boulevard South.

Transporte

Las Vegas é uma cidade recheada de atrações, inclusive a Strip é uma rua bastante longa que pode ser feita a pé ou utilizar um transporte, principalmente quando você tem pouco tempo para visitar a cidade.

Monorail

Como citei, fiquei no Hotel Renaissance, onde a estação do Monorail é localizado bem em frente do hotel. E ele é uma ótima opção! Ele faz diversas paradas dentro de alguns Cassinos, além de poder apreciar a vista percorrendo pela cidade.

O valor do passe único é $6 e do Daily Pass é $15.

Ônibus

Outra opção para quem prefere não caminhar é o ônibus. O Douce funciona 24 horas por dia e passa a cada 30 minutos e também tem o Strip & Downtown Express que leva as pessoas até o outlet e até a Freemont Street.

O valor é de $6 por duas horas, $8 para 24 horas e $20 para um passe de 3 dias.

Carro

Se eu fosse você, nem usaria para percorrer a Strip. O trânsito de Vegas é no estilo São Paulo: TUDO PARADO! Então prefira curtir sua viagem pensando em outros veios de transporte.

Táxi

Particularmente, eu preferia ir até a Strip de Monorail e voltar de Táxi por questões de segurança e rapidez.
Existem muitas opções de táxi (até táxi de limusine) em todos os Cassinos. Então após sair de uma balada, é muito rápido e simples conseguir um táxi!

Pagava na média de $10 a $13 dólares a corrida!

Então é isso ai gente, em 3 dias é possível curtir e MUITO Las Vegas!
Espero que as dicas te ajudem na sua viagem, have a good travel 😉

Assistência Médica do INSS

Assistência Médica gratuita do INSS no exterior – Como funciona?

O Certificado de Direito à Assistência Médica (CDAM), mais conhecido como Seguro de Viagem do INSS, faz parte de um acordo entre o Ministério da Saúde e os países Portugal, Itália e Cabo Verde. Isso quer dizer que graças ao Ministério da Saúde nós brasileiros temos o direito a assistência médica totalmente gratuito nestes países, sem precisar comprovar nenhuma contribuição com a previdência para ter acesso.


Onde é válido

Há pouco tempo atrás o Brasil ainda tinha o convênio de assistência médica com a Espanha, Grécia, Argentina, Chile e Uruguai, porém foi cancelado.

Mas o Brasil ainda tem o acordo com Portugal, Itália e Cabo Verde.

Como conseguir a Assistência Médica gratuita

Antes de viajar, você precisa comparecer em algum desses endereços, que ficam nas capitais de todos os estados. É preciso levar o original e uma cópia deste documentos:

  • Carteira de Identidade
  • CPF
  • Passaporte
  • Comprovante de residência
  • Cópia da carta de aceite da Universidade (se for seu caso)
  • Cópia da passagem de ida e volta

Você precisa ir buscar após dois dias. O certificado é emitido de forma gratuita e possui validade de um ano com direito à renovação.

Isso quer dizer que não preciso do Seguro de Saúde Internacional convencional?

Isso é relativo. O valor médio de um seguro internacional para uma viagem de 15 dias para a Europa é de R$ 160. Este seguro inclui assistência por telefone em português, visita médica domiciliar, regresso antecipado ao Brasil por motivos médicos, bagagem extraviada e alguns outros benefícios.

♣ Veja Mais ! – Seguro de Viagem Internacional – Você sabe como funciona?

A Assistência Médica do INSS, por outro lado, só cobre despesas relacionadas a saúde e não possui indenizações quanto a problemas de bagagem, cancelamento de viagem e outros.

O convênio do INSS talvez seja interessante em caso de estudo, ou viagens muito longas, onde a contratação do seguro-assistência pode acabar saindo bem caro.

Além disso, se houver alguma conexão ou se você for viajar para qualquer outro país da Europa, é obrigatório a contratação de um seguro de saúde com cobertura de 30 mil euros. Isso é devido ao Tratado de Schengen, que exige essa cobertura ou, então, você não poderá ingressar ao país.

A partir de 2016 visto Canadense não será mais exigido

Visto Canadense : Exigências para brasileiros

Notícia super esperada por brasileiros que desejam viajar para o Canadá. O Governo Canadense anunciou que, para aumentar o comércio e turismo do país, eles irão retirar a exigência do visto canadense para uma boa parte dos brasileiros. Com essa novidade, o governo Canadense espera aumentar o número de turistas e também de estudantes que desejam estudar no Canadá por até 6 meses.



Visto Canadense

A ideia do país é expandir o programa ETA (Autorização Eletrônica de Viagem) que tem o objetivo de reduzir a burocracia e a exigência do visto tanto para o Brasil como também para Bulgária, México e Romênia. Com esse programa, é preciso apenas de uma pré-autorização que é realizada totalmente online antes de viajar.

Segundo o comunicado oficial no site do governo canadense, a decisão faz com que o país se torne um destino mais atrativo para turistas e empresários, permitindo que a segurança local foque seus recursos em áreas mais importantes, como o controle de viajantes de maior risco.

»» Seguro de Viagem Internacional – Você sabe como funciona?

Visto Canadense – Quais as exigências para contemplar no novo programa?

  • Ter um visto de turista ou de negócios válido dos Estados Unidos, ou
  • Ter tido um visto canadense, ou
  • Ter visitado o Canadá nos últimos 10 anos.

Para fazer o cadastro para o novo programa é só acessar o site oficial do governo canadense:
http://www.cic.gc.ca/english/visit/eta-start.asp

A nova regra do visto canadense só será válida para viajantes que chegarem no Canadá via aéreo, onde o visto canadense será dado na imigração canadense. Hoje o visto canadense custa em média de R$ 350. Com este novo programa, a redução de burocracia e de custos será enorme.

Porém, a novidade vai demorar um pouquinho. A previsão para que o sistema de emissão do novo visto canadense comece a funcionar é de Março de 2016.

Clique aqui para ler o comunicado oficial do Governo Canadense.

O que fazer em 1 dia em Viña del Mar e Valparaíso

Viña del Mar e Valparaíso – Dicas do que fazer em 1 dia

Se você está indo para Santiago, não pode deixar de fazer um bate volta para Viña del Mar e Valparaíso. Essas duas cidadezinhas charmosas ficam no litoral chileno, no Oceano Pacífico.

Viña del Mar é uma cidade toda moderninha, com ótima infraestrutura, cheia de lindos jardins e praças, e até um Casino. Valparaíso é uma cidade portuária e é sede do poder legislativo do Chile. Além disso, Valparaíso chama atenção nas suas casinhas coloridas em seus 42 morros.



Como chegar ?

Você tem 3 opções para chegar a Viña del Mar e Valparaíso: carro, ônibus ou excursão.

Falei sobre cada um deles aqui : Como chegar em Valparaíso e Viña del Mar.

Eu optei por ir de excursão com a Destino Chile.

Viña del Mar e Valparaíso

A excursão para Viña del Mar e Valparaíso começou as 8 horas em ponto, quando a van da Destino Chile chegou para nos buscar junto com outros turistas brasileiros. A Dayse, nossa guia, compartilhava histórias e curiosidades de cada lugar que passávamos ao longo da viagem. O Seu Guilhermo, nosso motorista, era uma senhor bem reservado mas com chumbo no pé. Aliás, acho que chumbo no pé parece ser uma característica chilena rsrs.

Rio Tinto Casablanca

Antes de chegar em Viña del Mar e Valparaíso, fizemos uma parada para degustação e compras de vinho no Rio Tinto. Neste local não é cobrado imposto, então os preços são bastante atraentes. Mas o pessoal da van estava comentando que nas vinícolas são ainda mais baratos.

Como eu optei por não fazer nenhum passeio pelas vinícolas, decidi fazer minha compra de vinhos aqui mesmo. Aqui tem vinhos para todos os gostos e bolsos. Comprei 3 vinhos por 22 mil pesos. Se comprasse 1 vinho, sairia por 11 mil pesos.

O lugar também vende doces, azeites e possui também um restaurante. Além disso, ainda possui uma casa de câmbio e uma loja de lembrancinhas.

Porto de Valparaíso

Nossa primeira parada foi na cidade de Valparaíso, no Porto. Assim que descemos da van, ficamos decepcionados com o tempo: frio, neblina e chuvisco. Foi uma pena, pois acho que o Porto ficaria muito mais bonito todo ensolarado.

Ali fica a Plaza Sotomayor e o Mirador Paseo 21 de Mayo, que fazem parte da área histórica de Valparaíso e que foi declara como Patrimonio da Humanidade da Unesco em 2003.

Ao redor do Porto ficam várias barraquinhas de artesanato e lembrancinhas. E no local onde as vans geralmente estacionam fica o melhor churros de doce de leite que comi no Chile. Deixo aqui a propaganda: são 2 por 2 mil pesos.

La Sebastiana

Pablo Neruda foi um importante poeta chileno, que também teve uma grande importância na política do Chile. As três casas de Pablo Neruda se transformaram em museus que guardam muitas de suas coleções. Elas estão em localizadas em Santiago, Isla Negra e em Santiago.

Subimos o morro cheio de curvas e cheio de casinhas coloridas, rumo a La Sebastiana. Perceba que a casa de Pablo Neruda tem forma de barco, o que retrata o quando ele gostava do mar.

Infelizmente não tivemos tempo suficiente de conhecer o museu, coisa que ficará para a próxima visita. Mas de lá podemos ver os jardins da casa e ter uma vista que acredito que seja bonita de Valparaíso. O tempo ainda tava bem fechado, então tudo que consegui ver foi neblina 🙁

Descendo a rua um pouco tem uma pracinha. A praça não tem nada de mais e é super simples. Mas tem umas 3 estátuas do Pueblo Neruda.

Em frente tem um restaurante que comprei uma empanada que supostamente era para ser com carne, mas era de cebola com um pedacinho de carne, e uma coca. Os dois saíram por 2.500 pesos. Essa empanada me fez tão mal, que não consegui comer mais nada o resto do dia.

Leão Marinho

Fizemos essa paradinha rápida na praia de Valparaíso. Pra nossa alegria, o tempo decidiu abrir aquele solzão, o que fez de Valparaíso um lugar de tirar o folego. Ali na praia fomos ver leões marinhos, que estranhamente estavam tomando sol em um pedaço de concreto que ficava no alto. Todo mundo coçava a cabeça e se perguntava: ‘Mas como é que eles foram parar ali?!’.

Relógio de Flores

O Relógio das Flores fica bem na entrada da cidade de Viña del Mar. Basicamente é um grande relógio com flores que formam os números e o nome da cidade. Uma curiosidade é que o relógio foi inaugurado em 1962, na Copa do Mundo. Vinã del Mar foi uma das cidades sede da Copa e onde o Brasil ficou hospedado.

Ali tinha algumas barraquinhas de artesanatos também e alguns artistas vestidos de Capitão América, Deadpool e Homem Aranha tirando fotos em troca de um dinheirinho.

Playa Caleta

Bem em frente do Relógio de Flores, fica a Playa Caleta. Fomos até lá para dar uma paradinha para almoço. Como eu já havia ‘almoçado’ aquela empanada, fui pra praia molhar o pé. A água tava gelada, mas com o calor que tava dava até vontade de dar uns mergulhos.

Museu Fonk

O Museu Fonk possui objetos arqueológicos dos povos nativos e também da história natural do Chile. Além disso, bem ne frente do Museu está uma estátua Moai, da Ilha de Páscoa.

Hoje só existem 6 estátuas que estão fora da Ilha de Páscoa. E uma delas se encontram na frente do Museu Fonk. A estátua foi trazida da Ilha de Páscoa para Valparaíso em 1951, e depois realocado em Viña del Mar em 1988.

Casino Municipal de Viña del Mar

Construído em 1930 com arquitetura grega, o Casino de Viña del Mar é um local bastante turístico. Principalmente para brasileiros, que nunca tiveram a oportunidade de conhecer um casino.

O Casino tem cerca de 1200 máquinas e mais de 80 mesas de jogos. Além disso, o Casino ainda tem bingo e algumas outras atividades.

O Casino foi a nossa última parada em Vinã del Mar. Depois de tirar várias fotos em frente ao Casino, partimos de volta para Santiago. Mas com certeza, voltei com um gostinho de quero mais!

Quer ir para Vinã del Mar e Valparaíso de bate volta também? Anota aqui contatinho da Destino Chile :

Valparaíso e Viña Del Mar com Destino Chile

Floralis Generica

Buenos Aires : Primeiras impressões

Cidade bem arborizada, Buenos Aires é uma cidade metropolitana bem convidativa. Andando pelas ruas argentinas, você vai encontrar com várias pessoas caminhando com seu cachorrinho e até mesmo profissionais qual a função é levar os vários cachorros que estão sob seu cuidado para passear.



Buenos Aires

Os hermanos podem ser mais receptivos do que imaginamos. Logo na minha chegada no aeroporto, fui até o ponto de ônibus para seguir em direção ao hostel. O que eu não sabia é que não se pode pagar a passagem em dinheiro. A passagem é paga através do cartão de transporte chamado Sube. Ao fazer a cara de interrogação ao motorista e tentar explicar usando meu portunhol ‘super’ afiado, ele simplesmente nos mandou pra dentro do busão e não cobrou um tostão.

»» Mochilão na América do Sul : Dicas de roteiro

Transporte Público

Construções de Buenos Aires

O transporte público é bom. Tem ar condicionado e a passagem é barata . O que atrapalha o ônibus é o trânsito. Aliás, o trânsito é horrível e lembra um pouco São Paulo. Meio desorganizado, carros se cruzando, buzinas, gente estressada. E muito, muitos carros.

O cartão custa 25 pesos argentinos. Comprei no dia seguinte e recarreguei com 75 pesos, o que da mais ou menos 10 passagens. Você pode comprar o cartão Sube em qualquer lotérica.

O metrô utilizei apenas uma vez. Eu não sei se era hora de pico, mas lata de atum define bastante a viagem que fiz desde a Casa Rosa até Palermo. Além de ficar todos apertados, você precisa aguentar o calor e se retorcer pra ficar perto de uma janela, que é onde entra aquele ‘arzinho’ durante a corrida.

Utilizei Uber algumas vezes. A média de corrida ficava em 80 pesos. Mas o preço é bem concorrido com o do táxi. Uma vez utilizei Uber pra ir em uma tal de feirinha de Natal. Foi bem rápido e eficiente, custou 80 pesos. Na volta peguei um táxi, que ficou 73 pesos mas como só tinha nota de 100 e ele não tinha troco, ficou em 50 pesos. Mas o que sempre faço é negociar antes de entrar no taxi.

»»10 países para viajar sem visto

Hospedagem

Fiquei hospedada no Hostel 7030 em Palermo, região cheia de barzinhos de Buenos Aires. Pra falar bem a verdade, as fotos do Booking elevam muito sua expectativa em relação a realidade. O hostel é bem limpo e organizado. O que deixou a desejar um pouco foi a questão da triliche. Eu como todos os meus 1.53 metros de altura tive que ficar lá em cima. Era quase uma escalada para chegar até lá. Outro ponto que foi bem ruim foi o fato do quarto ter 9 pessoas e um ventilador bem cansado que não conseguia dar conta do calor de dezembro resultando num ambiente bem abafado e mal arejado.

Hostel 70 30
Hostel 70 30

Ah, não tem tomada por cama. Então você precisa achar por ali pelo quarto uma tomadinha ou um ‘T’ pra carregar seu celular.

O banheiro e ducha das meninas ficava no andar de baixo. Café da manhã não era incluso e se custava 40 pesos. Tinha café, suco, leite, chocolate em pó, uma fruta por pessoa, pãozinho integral (muito gostoso) e normal.

O barzinho do hostel apenas abre de sexta a domingo. Mas o hostel fica bem localizado, perto de mercados, bares e restaurantes. Bem no coração de Palermo.

Restaurantes

Heisenburger
Heisenburger

Comi um lanche incrível no Heisenburger. Talvez foi devido a fome a cansaço de andar por 1 hora procurando um restaurante que aceitasse meu cartão pré-pago da Confidence. A maioria apenas aceita cartões da bandeira Visa, e o meu cartão é Mastercard. No final das contas acabou valendo a pena porque o lanche é enorme, tanto que comi só metade. Vem acompanhado com batata rústica bem apetitosa. Pedi uma cerveja avermelhada que eu infelizmente esqueci o nome, mas o gosto era meio amarga e meio doce. Uma delícia. Sem contar que a decoração do bar/restaurante era todo ao estilo ‘Breaking Bad‘.

»» Seguro de Viagem Internacional – Você sabe como funciona?

Conhecendo Buenos Aires

Galerias Pacífico
Galerias Pacífico

Meu planejamento inicial era conhecer os pontos principais de Buenos Aires em apenas um dia. Esse plano foi por água abaixo quando percebi o quão difícil é a locomoção em Buenos Aires por conta do trânsito. A ideia inicial era pegar o ônibus do Jardim Japonês e ir até o Caminito. O que era para demorar cerca de 30 minutos, levou quase 2 horas que foi quando eu desisti e acabei encurtando o passeio para o “final” do planejamento que era ao redor da Plaza de Mayo.

Para evitar qualquer transtorno do tipo, reserve ao menos 2 dias para visitar Buenos Aires. O trânsito as vezes pode acabar atrapalhando todo seu planejamento.

Ônibus em Foz do Iguaçu : Como utilizar

Utilizei o ônibus em Foz do Iguaçu para tudo. Desde o aeroporto até o hostel, e também para ir as atrações.
Para quem quer economizar, o utilizar o ônibus em Foz do Iguaçu é o meio certo.


Ônibus em Foz do Iguaçu

A passagem custa apenas 3,45. Você compra a passagem diretamente com o cobrador, dentro do ônibus. Então não se esqueça de levar sua bolsinha de moedas.

Ônibus Cataras Argentinas
Ônibus em Foz do Iguaçu

Andar de ônibus em Foz do Iguaçu é uma aventura que só os mochileiros sabem. Os ônibus quase sempre estão lotados e algumas vezes com mochileiros com suas mochilas enormes nas costas. Mesmo assim, os motoristas não fazem miséria. Enfiam o pé no acelerador e dão aquelas freiadas, que você sente sua alma chegar lá nas Cataratas e voltar. A aventura é tanta, que uma das gringas que conheci no Hostel, pra ela um passeio de ônibus foi o suficiente pra ela desistir de ir de novo.

»» Seguro de Viagem Internacional – Você sabe como funciona?

A frequência dos ônibus não é tão boa. Vale a pena conferir na internet os horários de ônibus pra não ficar plantada no ponto de ônibus (e tomando um bronze). Apesar disso, o ônibus de Foz de Iguaçu é muito prático. Eles passam na frente de todos os pontos turísticos e são muito bem identificados. Além dos ônibus para as Cataratas, você ainda consegue ir para o Paraguai e para a Argentina.

O ônibus que faz todo o trajeto em Foz do Iguaçu é o de número 120. Utilizei ele para ir do aeroporto até o Hostel, ir para a Represa Itaipu e ir para o Paraguai. Ele passa por toda a Av. Brasil, ou você pode pega-lo no terminal.

Aeroporto

Como eu citei acima, utilizei o ônibus para ida e volta do aeroporto. O ônibus para lá dentro mesmo do aeroporto. Logo que você sai da porta de desembarque, você consegue ver a plaquinha do ônibus. Certifique que o ônibus está indo em direção centro (e não Cataratas), e embarque. Pague os 3,50, segure firme e desça no seu ponto de destino.

»» Dica : Como adiar ou antecipar seu voo

Paraguai

Fronteira Paraguai
Fronteira Paraguai

Para ir ao Paraguai, peguei o ônibus 120 na Av. Brasil, direção centro. Pergunte ao motorista qual é o ponto que deve descer, pois ele para próximo a fronteira. Quando você ver uma muvuca de pessoas e muita sujeira, é ai que você deve descer. A partir dali, o ônibus segue em direção a Represa Itaipu (ponto final).

Sei que também tem um ônibus que te deixa lá dentro da Ciudade del Este. Para pegar este ônibus, você deve ir na frente do Terminal, na Av. Juscelino Kubitschek e comprar a passagem direto com o motorista, que sai por volta de 4,50 por pessoa.

Pra mim, escolher o ônibus de Foz do Iguaçu para ir ao Paraguai, e parar antes de fronteira, foi a melhor escolha. O transito estava super parado e estava muito calor, já que fui em dezembro. Da fronteira até a Ciudad del Este, não da nem 20 minutos. E ao menos você sente um ventinho ao através a Ponte da Amizade.

Argentina

Ônibus Cataras Argentinas
Ônibus Cataras Argentinas

O ônibus para a Argentina foi a mesma coisa. Peguei o ônibus que tinha a placa “Argentina” (dãh, óbvio rs) na Av. Brasil. Você paga apenas 5 reais diretamente para o motorista. Este ônibus pelo menos tem ar condicionado. O trajeto dura cerca de 30 minutos.

Na fronteita, todos devem descer do ônibus e apresentar o RG ou passaporte na imigração. O motorista aguarda até que todos passem pela imigração argentina e assim, continuarmos a viagem.

Pedi para o motorista informar quando fosse o ponto das Cataratas. Logo depois que embarcamos no ônibus, não deu nem 10 minutos, ele parou e disse que ali era o ponto.
Atravessamos a rua para um ponto de ônibus. Ali se passa o ônibus que vai para as Cataratas Argentinas.

»» Mochilão na América do Sul: Dicas de roteiro

Apareceu um taxista querendo cobrar 30 reais por pessoa, já que o ônibus era 25. Preferimos aguardar o ônibus. Logo o ônibus chegou e fizemos o pagamento para o motorista. Era um ônibus de leito, com ar condicionado e muito confortável. E assim, chegamos até as Cataratas!

Para voltar, foi a mesma coisa. Só que o ônibus circular de volta para Foz do Iguaçu demorou uma eternidade. O que acabou arruinando nosso passeio até as Três Fronteiras. O que deixou um “motivo” para poder voltar para visitar as Cataratas 😉

Como utilizar ônibus em Foz do Iguaçu

Fique na melhor região de Foz do Iguaçu, com conforto e pagando pouco. CLIQUE AQUI e veja as melhores opções de Hospedagem em Foz do Iguaçu.

Não dê bobeira. Viaje com segurança e tranquilidade. CLIQUE AQUI e ganhe um CUPOM DE DESCONTO para seu Seguro de Viagem.

Planeje sua viagem a Foz do Iguaçu agora mesmo. CLIQUE AQUI e compre seus tickets para as atrações em Foz do Iguaçu, e evite files.

Passeio de trem para o Topo da Europa em Jungfraujoch.

Jungfraujoch – Trem para o Topo da Europa na Suíça

O passeio a Jungfraujoch, no Topo da Europa, foi o mais bonito de todos que fiz durante meu Mochilão pela Europa. Há 3.454 metros acima do nível do mar, o passeio de trem para o Topo da Europa garante cenários de vilas pacatas com casinhas de madeira, névoa e vaquinhas com sinos nos pescoços.



Jungfraujoch – O Topo da Europa

O trem para Jungfraujoch, sai a partir da cidade de Interlaken, lá da estação chamada Interlaken Ost. Na lá estação você pode comprar seu ingresso, se já não tiver comprado antecipadamente pela internet.

Estação Ost em Interlaken
Estação Ost em Interlaken

A subida demora cerca de 2 horas. O trem faz paradas para troca de trem em Grindelwald, Lauterbrunnen e Klein Scheidegg onde você pode descer e conhecer essas cidadezinhas.

Junto com o ingresso você ganha um ‘Passaporte’ super fofo explicando sobre o Jungfraujoch. E quando estiver lá em cima, tem uma máquina em um canto meio escondido onde você pode carimbar seu passaporte.

Embarcando no trem a partir da estação Interlaken Ost, a primeira parada é em Grindelwald. Cuidado, imagens fortes e perigo de se apaixonar mais ainda pela Suíça.

Grindelwald, nos Alpes Suíços
Grindelwald

Depois de tirar milhões de fotos e morrer de amores por Grindelwald, embarque no trem em direção a Kleine Scheidigg. Essa cidade fica a 2.061 metros acima do nível do mar. Ai você já começa a sentir a altitude com um pouco de sonolência. Nesse ponto também você vai ver várias vaquinhas de sininhos e cenários incríveis.

Depois disso, o trajeto começa a ser percorrido dentro de túneis que leva cerca de 1 hora. O trem ainda faz duas paradas de 5 minutos cadas que serve para o pessoal ir se acostumando com a altitude e ainda você pode tirar várias fotinhos das geleiras a partir de pontos de observação.

E enfim, chega-se a Jungfraujoch – O Topo da Europa. Eu fui no verão e estava muito frio e nevando bastante. Tanto que não consegui tirar boas fotos das montanhas por conta de tanta neve que estava caindo. Por isso, vá bem agasalhado.

Jungfraujoch - Top of Europe
Jungfraujoch – Top of Europe

O complexo conta com algumas atividades bem legais pra fazer. Veja só!

»» Documentos para viajar para Europa : O que levar

Terraço Sphinx

Para chegar até o observatório meterológico Sphinx você precisa pegar o elevador mais rápido da Suíça que, em 25 segundos, leva você a 3.571 metros acima do nível do mar. Lá você tem acesso a um terraço que tem a vista da glacial Aletsch com 22 km de gelo. Se tiver sorte com o tempo, você pode ver montanhas da França, Alemanha e Itália.

E ainda lá você conta com umas aves amigas que ficam no meio das pessoas posando pra fotos.

Palácio de Gelo

Esculturas no Palácio do Gelo, em Jungfraujoch
Palácio de Gelo – Esculturas

O Palácio de Gelo foi a parte mais divertida, na minha opinião. É tudo feito de gelo, TUDO – menos o corrimão. Então vá com sapatos não escorregadios, porque até o chão é de gelo. Vi muita gente levando tombo lá dentro.

Personagem do filme A Era do Gelo
Personagem do filme A Era do Gelo

Graças a dois alpinistas que tiveram a ideia de esculpir esse glacial, com 1000 m², em forma de caverna, podemos hoje encontrar várias esculturas de gelo e túneis. Fora vários lugarzinhos legais pra tirar fotos.

Alpine Sensation

Alpine Station em Jungfraujoch
Alpine Station em Jungfraujoch

O Alpine Sensation fica em um corredor de 250 metros, entre o terraço Sphinx e o Palácio de Gelo. Lá eles contam a história e fazem homenagem aos mineiros que trabalharam arduamente para abrir o caminho até o topo da montanha.

Globo de Neve
Globo de Neve

Lá tem um globo de neve gigante com uma mini Jungfraujoch dentro. A disputa com os japoneses pra tirar foto aqui é árdua.

Platô Panoramico

Platô Panorâmico
Platô Panorâmico

Pra curtir a neve, vá até o Platô Panoramico. Em 3.475 metros acima do nível do mar, você tem a oportunidade de caminhar no meio da montanha, pisando na neve e passando muito frio.

Dizem que no verão ainda tem a opção do Snow Fun, mas não cheguei a ver. Talvez porque estava nevando muito.

Loja Lindt e Souvenirs

Loja da Lindt em Jungfraujoch
Loja da Lindt em Jungfraujoch

No final você da de cara com a Loja da Lindt. Faça a festa comprando os chocolates mais famosos da Suíça. Aberta todos os dias, das 10h às 17h.

Depois você pode dar uma passadinha na lojinha de Souvenir e garantir sua lembrancinha do Jungfraujoch.

»» Mochilão na Europa : Roteiro e agência de viagem

Ingressos

Trem para Jungfraujoch, o Topo da Europa.
Trem para Jungfraujoch

O valor da passagem depende muito da onde você está partindo. Se for a partir de Interlaken para Jungfraujoch, você vai pagar CHF 210.80 ida e volta. Pra quem tem Swiss Pass paga CHF 137.40 ida e volta. O preço é bem salgado, mas vale muito a experiência. 

Para saber mais sobre preços, informações e horários do trem para o Topo da Europa, clique aqui.

Hospedagem

Hospedagem em Interlaken
Balmers Hostel

Eu fiquei hospedada na cidade de Interlaken, no Balmers Backpackers Hostel. Achei o hostel bem localizado, apesar da cidade ser bem morta. Até porque eu acredito que o Hostel era o ponto principal do pessoal jovem da cidade se encontrar, já que existe uma balada no ‘porão’.

A cerveja no bar custavam certa de CHF 5 cada. E cada dia as músicas tem um tema diferente. 

Paguei uma facada pra lavar minhas roupas, CHF 5 para lavar e mais CHF 5 para secar. Mas tive que pagar mais uma vez para secar, porque na primeira as roupas ainda estavam bem molhadas. Mas o que não é facada nas terras suíças, né?!

Onde comer em Interlaken

Uma dica de um restaurante bem legal é o Gasthof Hirschen. Ele fica na mesma rua do Balmers Hostel, cerca de 3 minutinhos a pé. O restaurante em si já é uma belezinha, todo em madeira que retrata bem o estilo suíço. A comida é uma delicia. Recomendo experimentar o foundue de queijo e rosti.

Também tem um Irish Bar praticamente do lado do Balmers. Eu esperava que rolaria um agito, mas sem chance. Mas a comida parecia bem saborosa!

 

Booking.com

Valparaíso e Viña Del Mar : Como chegar

Valparaíso e Viña Del Mar ficam localizadas na costa do Oceano Pacífico, no litoral do Chile. Visitar essas cidades é uma boa opção de bate-volta a partir de Santiago, pois fica apenas a 110 quilômetros de distância.

Fui para Valparaíso e Viña Del Mar no meu Mochilão pela América do Sul, agora no final de 2017. E eu me encantei com o charme que cada uma delas oferece. Valparaíso chama atenção pelos seus morros, arquitetura, história e gastronomia. Já Vinã Del Mar expande seu charme através de suas praias, jardins e casas de veraneio.


Valparaíso e Vinã Del Mar : Como chegar ?

Relógio de Flores
Relógio de Flores em Viña Del mar

É muito fácil de chegar a Valparaíso e Vinã Del Mar a partir de Santiago. Pra isso, você tem a opção de ir de ônibus, carro ou fechar uma excursão com uma agência de viagens. A escolha depende do quão aventureiro você é e o quanto está disposto a gastar.

Ônibus

Viña Del Mar
Mirante de Viña Del Mar

Os ônibus que vão desde Santiago para Valparaíso e Viña del Mar partem de dois terminais que são integrados com o metro: Alameda (Term. Sur) ou Pajaritos. As duas empresas que fazem esse trajeto são a Turbus e a Condor.

Os ônibus partem a cada 15 ou 30 minutos e custa em torno de $1900 e $3000 pesos chilenos. Uma dica é comprar a passagem de ida para Valparaíso e volta a partir de Viña Del Mar, ou vise e versa.

Valparaíso e Viña Del Mar através de ônibus

Carro

Valparaíso
Cultura em Valparaíso

Se você optar por se aventurar de carro pelas rodovias chilenas, você pode alugar um carro. Para ir de Santiago a Viña Del Mar é bem simples. É só seguir a Ruta 68 e curtir a vista. A estrada tem pista dupla, bom asfalto e é pedagiada.

Uma dica é baixar esse aplicativo: Hero We Go. Ele tem sido meu companheiro de viagens, principalmente off-line. Baixe o mapa da cidade/país e não se perca mais. Esse aplicativo ajuda a encontrar locais através de metrô/ônibus, a pé e de carro. Super funciona!

Excursão

Excursão para Valparaíso e Viña Del Mar com Destino Chile
Transporte da Destino Chile

Essa foi a opção que eu escolhi. Fechei a excursão com a Amanda, da agência Destino Chile. É a opção mais cômoda para ir até Valparaíso e Viña Del Mar. Aqui você não precisa se preocupar com qual ônibus/metrô você deve pegar, nem com GPS, e nem mesmo com o roteiro.

A Destino Chile oferece uma van equipada com ar condicionado, motorista e guia que te busca na porta do seu hotel/hostel. Durante a viagem, a guia nos auxilia com fatos históricos dos locais por onde passamos, o que torna o passeio bastante interessante. Eu super recomendo!

Com tanta comodidade você deve tá pensando que o valor é de um rim, né?! Que nada, o preço é bem justo. O valor aproximado é de apenas $ 22.500 pesos chilenos, o que da aproximadamente apenas R$ 125 por pessoa (valor 2017).

Além da excursão para Valparaíso e Viña Del Mar, a Destino Chile oferece diversos passeios a partir de Santiago. Tem passeios para as diversas vinícolas, como a Vinícola Concha y Toro, City Tour em Santiago, Ski Day e Cajon Del Maipo. Eu também fiz o passeio para Cajon Del Maipo e me apaixonei !

Eu fechei os passeios direto com a Amanda, que é um amor de pessoa. O número dela é daqui do Brasil e você pode chamar ela no WhatsApp que ela vai tirar todas as suas dúvidas e montar aquele roteiro bacana pra você aproveitar ao máximo seu passeio no Chile 🙂 Depois me contem como foi !

Valparaíso e Viña Del Mar com Destino Chile

 

Ainda não reservou seu hotel em Santiago? Veja só as ofertas da Booking!

Reservando por aqui você consegue ofertas incríveis e não paga nenhuma taxa, e ainda ajuda o Carimbo no Passaporte 🙂



Booking.com

Arco do Triunfo é uma opção do que fazer em Paris.

O que fazer em Paris

Quando a gente pensa em Paris, logo vem na cabeça a Torre Eiffel. Não sei você, mas costumo pensar em Paris como uma cidade mágica, cheia de charme e histórias. Simplesmente encantadora.

E Paris é tudo isso e muito mais. A cidade da luz vai além da tão famosa Torre Eiffel. Ela é repleta de atrações que faz você perder vários dias passeando por aquelas ruas charmosas.



»» Mochilão em Paris

O que fazer em Paris

Antes de ir para Paris, eu não pensava em outra coisa além de conhecer a Torre Eiffel e tirar uma self com a Mona Lisa. Aliás, esse era o meu objetivo em Paris. Mas Paris tem muito mais do que isso para oferecer. Ela está cheia de história em seus diversos monumentos, igrejas, museus e até mesmo nos parques.

Torre Eiffel

Torre Eiffel é uma opção do que fazer em Paris.
Torre Eiffel

Difícil conhecer alguém que nunca sonhou em ver a Torre Eiffel de perto. Linda e deslumbrante, os turistas quando chegam em Paris ficam ansiosos buscando ela por todos os lados. E quando a vêem, se apaixonam com tamanha beleza.

Você pode subir na Torre Eiffel através de escadas ou pelo elevador. Mas já deixo avisado que se você optar pelas escadas, terá que enfrentar 1.665 degraus. A vantagem de utilizar a escada é o preço ser um pouco mais baixo e a vista da cidade mais bonita.

»» Documentos para viajar para Europa: O que levar

Prefira ir logo de manhã, quando as filas estão bem menores. A tarde lota e você pode gastar 2 horas na fila. Ou, se preferir, antecipe a compra do seu ingresso pela internet. Mas fique atento para comprar com 2 meses de antecedência, pois eles se esgotam rápido.

O valor para ir até o Sommet (último andar) é de 17 euros, e para ir apenas até o segundo andar é de 11 euros. Clique aqui para comprar diretamente no site da atração.

Horário:

De 15 de Junho a 1 de Setembro das 9:00 até 0:00.
Resto do ano das 9:30 até 23:00.

Museu do Louvre

O Museu do Louvre não pode faltar no seu roteiro do que fazer em Paris.
Museu do Louvre

O Museu do Louvre é algo imperdível para incluir na sua lista do que fazer em Paris. Prepare o self porque é lá que a dona Mona Lisa se encontra 😉 Além do prédio ser lindo por fora, as pinturas, esculturas e monumentos que mostram histórias de centenas de anos são incríveis.

São mais de 300 mil itens. Se possível, reserve um dia inteiro para visitar o museu. Se não, separe as principais coisas que deseja ver e estude o mapa antes de ir para não se perder. Eu levei minhas anotações e as alas onde eu iria encontrar cada, e consegui fazer em 2h30m.

Se o seu objetivo for ver a Mona Lisa de perto, sem milhares de pessoas disputando um espacinho com você, chegue cedo. Eu cheguei às 8:30 e já tinha uma filinha aguardando o museu abrir. Assim que abriu, eu corri em direção a sala em que a pintura está. E consegui minha self 🙂

Visitar o quadro Mona Lisa é uma opção do que fazer em Paris.
Mona Lisa

Horário:

Segunda, Quinta, Sábado e Domingo das 9:00 até 18:00.
Quarta e Sexta das 9:00 até 21:45.
Terça-feira é fechado.

Preço: 17 euros. Compre diretamente aqui.

Arco do Triunfo

O Arco do Triunfo é uma dica do que fazer em Paris.
Arco do Triunfo

É o segundo monumento mais representativo de Paris, depois da Torre Eiffel. Os seus 50 metros de altura, base de 45 por 22 metros conta muita história das vitórias do exército francês comandadas por Napoleão.

Napoleão foi o cara que ordenou a construção do Arco do Triunfo em 1806. Mas a construção só terminou 30 anos depois, durante o mandado de Louis-Philippe.

»» Como ir a Paris através do Ferry

O Arco do Triunfo viu muitas histórias importantes acontecerem, com destaque a passagem dos restos mortais de Napoleão em 1840 e aos desfiles militares das guerras mundiais em 1919 e 1944.

Você também pode subir no Arco do Triunfo. De lá, você consegue ver a impressionante vista da confluência das 12 principais avenidas de Paris. São 286 degraus para chegar até o alto. Haja fôlego pra tanta escadaria de Paris!

Horário:

De 1° de Abril a 30 de Setembro das 10:00 até 23:00.
Restante das 10:00 até 22:30.

Preço: 12 euros adultos e grátis para menores de 18. Compre aqui.

Champs-Élysées

A avenida Champs-Élysées é uma opção do que fazer em Paris.
Avenida Champs-Élysées

Essa avenida não pode faltar na sua lista do que fazer em Paris. A Champs-Élysées é uma das avenidas mais bonitas e caras do mundo. Localizada em frente ao Arco do Triunfo, ela é repleta e lojas de grifes, restaurante, cafés e muito turista. Tem até carros esportivos, caso você queira dar uma voltinha por Paris em grande estilo.

Sacré-Couer

A Basílica Sacre-Coeur não pode faltar na sua lista do que fazer em Paris.
Basílica Sacre-Coeur

A igreja de Sacré-Couer fica localizado em Montmartre, um dos bairros mais legais de Paris. O legal dessa igreja são as escadarias. No verão, dá pra terminar o dia sentado nas escadarias, fazendo um piquenique e admirando a vista incrível que você tem de Paris de lá de cima.

»» Mochilão na Europa: Roteiro e agência de viagem

Além disso, as ruas que antecedem a Sacré-Couer são ótimas pra você adquirir várias lembrancinhas. Os preços são os melhores, comparados a outros lugares de Paris. 

Horário: Das 6:00 até 22:30.
Entrada gratuita.

Catedral Notre Dame

O que fazer em Paris: Catedral Notre Dame
Catedral Notre Dame

A Catedral Notre Dame é também um grande ícone de Paris, e não pode ficar de fora da sua lista de coisas para fazer em Paris. Construída em 1163, a Catedral Notre Dame foi palco de cenários importantes na história, como a coroação de Napoleão e a Revolução Francesa.

O acesso a Catedral é gratuita. Mas se quiser subir até o topo, terá que pagar 8,50 euros.

Horário: Das 8:00 até 18:45. 

Cabarés – Show de Can Can

Uma das opções super divertidas do que fazer em Paris é ir assistir um show de Can Can em um Cabaré. A apresentação é muito legal. Com artistas de saias coloridas, plumas e e muito glamour. O cabaré mais famoso é o Moulin Rouge, mas também existem inúmeras opções legais e mais baratas para ir.

imigração americana

Imigração Americana : Fui barrada na imigração

Eu nunca pensei que fosse ser parada pela imigração americana. Eu não tava preparada pra aquilo. Aliás, eu acho que ninguém se prepara pra isso. Eu passei quase 1 ano preparando cada detalhe para o meu Mochilão na Europa, onde passaria meu aniversário de 27 anos.

Quando o dia chegou, acordei toda radiante. Finalizei de arrumar minha mochila e disse até logo pra minha família. E fui rumo ao Aeroporto de Guarulhos. Cheguei lá cedo até demais. E logo na primeira hora já senti os 12kg da minha mochila entrando em atrito com minha costa.

»» Imigração Americana – Dicas para entrevista para o visto



O portão de embarque abriu e a ansiedade foi só me consumindo ainda mais. Eu havia planejado tudo com antecedência e até mesmo meus assentos em todos os voos. Claro, em todos eles marquei de ir na janelinha e na fileira 22. Eu tenho TOC, rs. Mas quando entrei, havia uma senhora no meu lugar. Falei que aquele era o meu lugar, mas como ela tava cheia de sacolas todas já arrumadas, resolvi deixar pra lá. Até que não foi uma decisão tão ruim, já que fiquei no corredor e pude levantar quantas vezes quisesse.

Conexão em Nova York

Central Station em Nova York
Central Station em Nova York

A primeira parada foi em Nova York, onde faria uma conexão de 13 horas. Ao contrário de muita gente, eu ADORO conexões. Sempre escolhe uma conexão em que eu possa descer do aeroporto e curtir um pouquinho um lugar diferente. Apesar de ter morado nos EUA, eu nunca tinha ido pra Nova York. E aquela conexão era uma oportunidade e tanto.

»» Principais motivos que ocasionam visto americano negado

Chegando no Aeroporto JFK, já vi que o processo de imigração tinha mudado um pouquinho. Agora você tem que enfrentar 2 filas. Uma você vai em uma máquina onde você valida seu passaporte, visto, digitais, tira uma foto e preenche umas questões. A segunda fila, você passa com o agente de imigração.

Imigração Americana

Central Park em Nova York
Central Park em Nova York

Fui chamada pela agente de imigração. Foi aí que achei que todo o meu planejamento, toda a espera e ansiedade, iam para o esgoto. A “entrevista” foi mais ou menos assim:

(Agente) : O que veio fazer nos EUA?
(Eu) : Estou de férias, e este é um voo de conexão para Londres onde irei fazer um mochilão.
(Agente) : Que horas sai seu voo para Londres.
(Eu) : (gaguejei um pouco, porque deu branco) 11pm
(Agente) : Você já estudou nos EUA?
(Eu) : Não (com um ar de ué ..)
(Agente) : (colocou meu passaporte num saquinho plástico) Acompanhe este agente, por favor.
(Eu) : (pânico)

Eu estava indo para a tão temida “salinha de imigração americana“. Quando estava caminhando para onde eu imaginei que fosse o fim, perguntei para o guarda se havia algo errado. Ele olhou para mim e disse: “Você fez algo errado? ”. #medo

»» Visto americano para crianças e idosos : Como tirar?

Eu sabia que não tinha feito nada errado. E xinguei por dentro mil vezes aquela imigração e aquele país estúpido. E me arrependi por ter escolhido fazer conexão ali. Mas por fora, tentei manter serenidade.

A salinha havia várias cadeiras e na frente um balcão com alguns policiais. No fundo tinha algumas salas com vidros escuros. E tinha por volta de 10 pessoas aguardando. Tava imaginando que eles iriam me manter ali até minha hora do voo ou iriam me mandar de volta para o Brasil. Tava entrando em pânico!

Até me um dos policiais me chamou. Carimbou meu passaporte e me desejou boa viagem. Não me questionou em nada. E eu também não fui tonta em perguntar em nada. Apenas agradeci e saí dali correndo.

Sinceramente, eu não sei o motivo que levaram eles a desconfiar de mim. Provavelmente tinha algo errado com o fato deles acharem que já estudei lá. No que, na verdade, apenas fiz o intercâmbio de Work Experience. Talvez porque o visto seja o mesmo, J1. Não sei!

»» Meu resumo do Work Experience

Mas o que sei é que eles podem desconfiar de qualquer pessoa. E se desconfiarem, vão levar pra aquela salinha do mal. Se você for “convidado” pra ir pra salinha, e se não deve nada, não se preocupe. Eles são chatos, porém justos. Apenas mantenha a calma, não questione e responda sempre a verdade.

Dicas para imigração americana

A gente sabe que não há exatamente um parâmetro pra desconfiança da imigração americana, ao ponto de levar pra salinha. Mas a gente sabe que isso pode sim acontecer, mesmo que você não deva nada.

Mas existem algumas dicas simples que pode te ajudar na hora da imigração americana. Veja só as dicas que separei pra você:

Dicas de Imigração Americana

E você, já foi parado na imigração americana? Deixe nos comentários sua história 🙂