Dor de ouvido durante voos

Dicas para evitar dor de ouvido durante voos

Uma coisa que sempre me impressionou foi o avião. Viajar de avião é a minha opção favorita. Mas existe uma parte extremamente chata que atinge cerca de um terço dos passageiros: dor de ouvido durante voos. Você provavelmente já deve ter sentido dor de ouvido ao viajar de avião, estou mentindo?

Se é um viajante frequente ou se sofre de alergias e problemas respiratórios, provavelmente você já experimentou este desagradável desconforto nos ouvidos quando o avião decola, aterra ou desce drasticamente, mas evitar a dor de ouvidos durante voos é possível.



Dor de ouvido durante voos

A pressão do ar em um avião convencional pode chegar a níveis similares a de uma altura de 2.500 metros acima do nível do mar. É essa pressão que é a culpada da dor de ouvido durante voos.

O avião ao levantar voo exerce pressão em alta velocidade através do ar quente que sustenta o avião enquanto voa, mas o que acontece com o nosso ouvido é que quanto mais alto o avião está, o ar vai ficando rarefeito, ou seja escasso na atmosfera e justamente isso que causa aquela dorzinha no ouvido que pode aumentar gradativamente fazendo com que você passe ouvir menos o que as pessoas falam dentro do avião.

A dor de ouvido durante voos pode atacar principalmente pessoas com resfriados, pois as vias respiratórias e o conduto que liga a faringe com o ouvido são inflamados.

Saiba Mais ! – Seguro de Viagem Internacional – Você sabe como funciona?

Dicas para evitar dores de ouvido

Existem algumas dicas que podem ajudar você a evitar esse incômodo, e fazer com que sua viagem seja tranquila de início ao fim.

  • Empurrar o ar

Acredito que esse método possa ser o mais eficiente. O objetivo é você tentar empurrar o ar para fora dos ouvidos. Tape o nariz com os dedos e empurre o ar com força. Mas mantenha boca fechada para compensar o regulamento da pressão.

  • Descongestionantes nasais

Cerca de 30 minutos antes do avião pousar, utilize descongestionantes nasais. Ele ajuda a limpar suas vias respiratórias, ajudando a evitar a dor de ouvido durante voos.

Saiba Mais ! – Assistência Médica gratuita do INSS no exterior – Como funciona?

  • Mascar chicletes

Em minha primeira viagem aos EUA, estava com muita dor de ouvido durante o voo. A americana que estava do meu lado percebeu meu sofrimento e me ofereceu um chiclete. Não posso dizer que o chiclete foi mágico e aliviou toda a minha dor. Mas ajudou!

  • Bocejar

Quando você boceja os músculos do rosto são ativados. Assim, ajuda a abrir os canais do ouvido e ajuda a diminuir a dor de ouvido durante voos.

Saiba Mais ! – Seguro de Viagem – Novas regras ampliam cobertura médica

  • Evite dormir

Como as dores geralmente são na decolagem e aterrizagem, a recomendação é evitar dormir pelo menos meia hora antes do trajeto. Enquanto estamos dormindo o organismo demora mais em processar a mudança da pressão e isso tende a aumentar as dores, por essa razão é melhor estar acordado e poder realizar os outros procedimentos indicados acima para diminuir desta forma o incômodo causado pela pressão.

  • Comer durante o voo

Comer durante o voo faz com que o movimento que fazemos com a nossa boca para triturar os alimentos ajude a destapar os ouvidos.

Visto de trabalho temporário para brasileiros

Visto de trabalho para brasileiros : Conheça opções

Conseguir um visto de trabalho para ir trabalhar em outro país é uma das coisas mais buscadas pelos brasileiros. Com a crise afetando feio o Brasil, a procura só aumenta. O principal país que os brasileiros pensam para deixar o país é ir aos Estados Unidos. Mas existem outros países também que oferecem visto de trabalho para brasileiros.



Visto de trabalho para brasileiros

Alguns países oferecem a oportunidade de visto de trabalho para brasileiros trabalharem de forma temporária, como atendente de hostel ou garçom. Outros ainda dão chances para que você consiga um trabalho permanente em vagas concorridas e com bons salários. Veja algumas opções de países que oferecem visto de trabalho para brasileiros.

Estados Unidos

Se você for estudante universitário, essa é uma oportunidade. Todos os anos, os Estados Unidos cedem visto de trabalho para vários estudantes que desejam trabalhar temporariamente no perímetro americano.

»» Work and Travel – Saiba mais sobre o intercâmbio

Esse visto é conhecido como J-1, que é para o programa de intercâmbio Work and Travel. Eu realizei este intercâmbio na Califórnia, e adorei. Trabalhei em uma das maiores redes de hotel do mundo como Busser, ajudante de garçom. Melhor experiência ever!

O programa consiste em 3 meses de trabalho durante as férias da faculdade, e mais 1 mês para você poder viajar pelo país.

»» Meu resumo do Work Experience

O visto de trabalho H-1B é também outro visto temporário, que podem ser solicitados por profissionais com diploma de bacharelado e que tenham uma proposta de trabalho temporário em alguma empresa americana.

»» Estados Unidos – Opções de trabalho na América

E também tem o L-1. Esse visto de trabalho é para aqueles profissionais de empresas multinacionais que são transferidos para alguma sede nos Estados Unidos.

Irlanda

A Irlanda é bem receptiva para brasileiros que querem trabalhar e estudar temporariamente. Não é a toa que o país está fervendo de brasileiros. Ela é um dos destinos mais baratos para intercâmbio.

Antigamente, o visto de estudante que permite também trabalho temporário valia por um ano. A regra a partir de Outubro de 2015 é que agora o visto só é válido por 8 meses.

Saiba Mais ! – Atitudes que atrapalham o aprendizado do inglês no exterior

O intercâmbio consiste em 25 semanas de curso de inglês, 8 semanas de férias e ainda com direito para trabalho temporário por 20 horas semanais.

Nova Zelândia

O país oferece a oportunidade para brasileiros trabalharem temporariamente no país, desde que estejam fazendo cursos com duração mínima de 14 semanas.

Além disso, a Nova Zelândia oferece a oportunidade de visto de trabalho de 1 ano através do programa Working Holiday Visa. Mas a cota é limitada, então fique atento às inscrições.

Saiba Mais ! – Working Holiday Visa: Viaje e trabalhe por um ano na Nova Zelândia

Austrália

A Austrália também oferece a chance de trabalho temporário, caso você fizer um curso mínimo de 14 semanas.

Além disso, para aqueles que desejam imigrar permanentemente, o governo australiano oferece oportunidades de visto de trabalho para profissionais de diversas áreas.

Saiba Mais ! – Assistência Médica gratuita do INSS no exterior – Como funciona?

Argentina

O Ministério das Relações Exteriores possui um acordo entre o Brasil e a Argentina, onde brasileiros podem solicitar um visto de residência temporária. Com esse visto, você pode trabalhar, viajar e estudar na Argentina. O visto é válido por 2 anos, e você pode ainda renovar.