Embalse el Yeso e Baños Colina : Bate volta de Santiago

Um dos passeios bate volta que fiz no Chile durante meu Mochilão na América do Sul, foi no Embalse el Yeso e Baño Colina. Esses dois lugares estão começando a ficar conhecidos pelos turistas. E não é pra menos. Localizado aos pés das Cordilheiras dos Andes, o passeio oferece cenários incríveis.

»» Também fui pra Viña del Mar e Valparaíso, clica aqui pra ver também ! ..



Cajon Del Maipo

Cajon del Maipo - Cordilheira dos Andes
Cajon del Maipo

O Cajon Del Maipo fica a cerca de 100km de Santiago, bem aos pés da Cordilheira dos Andes. É formado por pequenos vilarejos, vales, montanhas e rios. E é lá que você vai achar Embalse el Yeso e Baño Colina.

Embalse el Yeso e Baños Colina : Como chegar?

Diferente de Viña del Mar e Valparaíso, não existe nenhum transporte público que vá até o local. Para chegar até lá você precisa contratar uma agência ou pode arriscar em ir por conta própria, alugando um carro.

A estrada até lá é um tanto perigosa. É cheia de curvas, buracos e até mesmo animais e pequenas cachoeiras invadindo a estrada. E se você for no inverno, é bem provável que as estradas estejam cheias de neves. Então, muito cuidado se optar em ir de carro, tá?!

»» Como ir para Valparaíso e Viña del Mar

Fechei um pacote com a Destino Chile. Tanto para ir para Embalse el Yeso e Baño Colina, como também para ir para Viña del Mar e Valparaíso em um outro dia. A van passa buscar cada passageiro em seu devido hotel/hostel. Juanito, nosso guia super fofo, passou lá no hostel às 6:30 em ponto. Ele fala portunhol e agitava a van com uns funks rs. Ah! Fora a bugança, a gente também teve momento cultura com fatos históricos e curiosidades de Cajon del Maipo.

O valor fica em cerca de $46.750 pesos chilenos.

San José del Maipo

Antes de chegar a Embalse el Yeso e Baño Colina, fizemos uma parada foi para tomar um cafezinho em San José del Maipo, que é um pequeno vilarejo fundado em 1792. O “engraçado” são as várias placas informando sobre cuidados com o Vulcão São José.

Lá peguei um café, água grande, empanada e um bolo por 3.500 pesos chilenos. De novo me dei mal com a empanada. Supostamente era pra ser de carne, mas na verdade foi mais pra empanada de cebola com pedacinhos de carne. Quem realmente comeu a empanada foram os cachorros de rua. Aliás, ali tem muito cachorro. Quando sai no mercadinho com a empanada na mão, uns 6 cachorros me seguiram até a pracinha em frente, igual uma procissão.

Embalse el Yeso

Águas cristalinas de Embalse el Yeso
Embalse el Yeso

Localizado a 2.500 metros do nível do mar, chegamos a Embalse el Yeso. A primeira expressão que tive foi “ual”. Sim, é impressionante. Apesar do tempo nublado, frio e com chuvisco, o Embalse el Yeso não consegue ficar feio.

É incrível saber que o Embalse el Yeso é um lago artificial de águas azul turquesa (quando fui tava verde rs) e que possui 253 milhões de metros cúbicos de água, que abastecem Santiago e toda a região metropolitana. Ele foi construído por homens para o represamento do rio Yeso, o que levou 10 anos para terminar.

Las Cascaras

Las Cascaras
Las Cascaras

A próxima parada foi na Las Cascaras. Foi aqui onde ficava o alojamento do pessoal que trabalhou na construção do Embalse el Yeso. Hoje não existe mais nada aqui, apenas história e um cenário de tirar o folego.

Baños Colina

Termas naturais
Baño Colina

O Bãnos Colina fica localizado a 3.500 metros de altitude. Aqui fica localizado as piscinas naturais de águas termais. Pra mim, o Destino Chile deixou a melhor parte para o final rs.

Quando cheguei fiquei em dúvida se entrava ou não, porque o tempo tava bem frio. Mas mesmo assim fui lá, firme forte, me trocar. Lá tem dois banheiros onde você pode colocar seu biquininho rs.

Descobri que para as piscinas, não tem tempo ruim ein. As águas com temperaturas de 20 a 70 graus foram o ponto alto do passeio. Passei o último dia do ano relaxando em águas termais e admirando as cordilheiras. Tem coisa melhor que isso?!

O momento “diva” acabou quando o tempo acabou e tive que tomar banho de água fria. A água das termas é salgada, então deixa você “branca” de tanto sal. Pra infelicidade, a água do banheiro é extremamente gelada. E não tem jeito, tem que encarar ou voltar pra Santiago cheia de sal.

Piquenique

Destino Chile
Piquenique Destino Chile

Pra finalizar o passeio, o Juanito da Destino Chile preparou um super piquenique pra gente aos pés da Cordilheira. Tinha vinho, salame, queijo, pãozinho .. Foi um momento super agradável pra todos descontraírem e aproveitarem a paisagem deslumbrante brindando com uma taça de vinho.

»» Vai viajar ? Saiba como funciona o Seguro de Viagem

Última parada ..

Paramos em uma lanchonete em San José del Maipo para comes e bebes, e ida ao banheiro, antes de voltarmos para Santiago. Aqui eu comprei apenas um chocolate quente pra dar aquela esquentada e tentar recuperar o estômago judiado pelas empanadas. Achei o chocolate quente uma delícia. Sei lá o que tinha naquilo, mas parece que tinha umas lasquinhas de laranja. Custou apenas 500 pesos chilenos.

Depois de aproveitar ao máximo Embalse el Yeso e Baños Colina, seguimos de volta para Santiago.

Bora pra Santiago?

Não precisa nem falar, porque eu sei que você ta aí se remoendo de vontade de ir pro Chile e ir curtir Embalse el Yeso e Baños Colina, né?!

Então vou te ajudar a organizar sua viagem pra ficar tudo fácil e tudo lindo. Faz assim, entra em contato com a Amanda, do Destino Chile, que ela é um amor de pessoa e vai montar um roteiro super chique pra você. Coisa é que não falta pra fazer lá por Santiago e a Destino Chile são super experts nesses paranauê.

Olha aqui o contatinho:

Valparaíso e Viña Del Mar com Destino Chile

Machu Picchu : Planejamento de viagem

Machu Picchu é uma das 7 maravilhas do mundo. E não é por menos né?! Ela é um pedacinho que a civilização inca deixou. A cidadela foi erguida lá pelo século XV e foi abandonada após a chegada dos espanhóis ao Peru, em 1532.

Só anos depois, em 1911, que o mundo foi saber sobre a existência de Machu Picchu através dos relatos do arqueólogo americano Hiram Bingham. Com a ajuda de locais, Hiram Bingham conseguiu reconhecer, mesmo em baixo de toda aquela vegetação de 600 anos de abandono, que aquele lugar se tratava de um lugar sagrado que um dia pertenceu a civilização inca. Em 1913 a descoberta foi publicada mundialmente pela National Geographic e pode ser consultada clicando aqui. Na matéria é possível ler os relatos originais do arqueólogo com as fotos da época.

Descoberta de Machu Picchu
Primeiras fotos de Machu Picchu ~ Foto : National Geographic


Machu Picchu : Como visitar ?

Todos os dias, Machu Picchu recebe milhares de visitantes do mundo inteiro. Todos com o mesmo propósito: sentir aquela sensação mística que só Machu Picchu tem a oferecer. Não importa se você é trekkeiro ou se tem 70 anos de idade, se é sedentário ou se tá com o preparo físico afiado. A cidadela oferece opções pra ninguém ficar de fora.

Pra chegar a Machu Picchu você tem a opção de percorrer a Trilha Inca ou a Trilha Salkantay a pé. Ambas são feitas pelo alto das montanhas, através de tours que levam cerca de 4 a 5 dias. Acredito que pra fazer essa trilha é preciso, ao menos, muita disposição.

Trilha Inca
Trilha Inca ~Foto : Machu Pichu Brasil

Se você não tem toda essa disposição, ou tá com o tempo mais curto, você pode optar pra chegar até a cidadela por trem. Essa é a opção que a maioria das pessoas escolhem.

Se você optar pelo trem, você tem a opção de pegar o trem em Cusco beem cedinho e ir até Águas Calientes, que é a cidade-base de Machu Picchu. E de lá pegar o ônibus até a entrada do parque arqueológico. Ou você pode passar a noite em Águas Calientes, e de manhãzinha pegar o ônibus (ou ir a pé) até a entrada do parque.

»» Seguro de Viagem Internacional – Você sabe como funciona?

No meu caso, eu contratei um tour de 2 dias que contemplam o Vale Sagrado e Machu Picchu. O tour inclui um dia visitando o Vale Sagrado, no final do dia tem o trem até Águas Calientes onde vou passar a noite em um hostel. No outro dia tenho um tour guiado pelo parque arqueológico por 2 horas, e o resto do tempo livre para fazer trekking pela montanha e conhecer o local.

Montanhas de Huayna Picchu e Machu Picchu

Montanha Huayna Picchu
Montanha Huayna Picchu ~Foto : Inka Time Tours

Dentro do parque arqueológico existem duas opções de trekking pelas montanha Huayna Picchu (nova montanha) e na Machu Picchu (velha montanha). Não é algo obrigatório, até porque é preciso pagar a parte para fazer o trekking. Aquela imagem linda de Macchu Picchu que você vê em fotos fica no próprio parque arqueológico, não através dessas trilhas. Mas vale muito a pena fazer qualquer uma delas, se você procura por um contato a mais com a natureza e um pouquinho de emoção.

O trekking para a montanha Huyana Picchu leva por volta de 2 horas, e a de Macchu Picchu é de cerca de 4 horas. Mas compre com antecedência seu ingresso, pois há limite de 400 pessoas por dia e o ingresso costuma esgotar muito rápido.

Quando ir a Machu Picchu

É legal ir para Machu Picchu entre abril a setembro, pois é a época seca e a chance de pegar o tempo firme é maior. Porém, em julho e agosto lota de gente por ser meses de férias. Evite ir no verão, pois é a estação de chuvas e o volume de chuva pode estragar fácil sua viagem.

»» Mochilão na América do Sul: Dicas de roteiro

Onde ficar em Machu Picchu

Milhouse Hostel Cusco
Milhouse Hostel ~Foto : Booking

Cusco é a cidade base para quem vai para Machu Picchu. É de Cusco que saem os vários tours que existem na região, e até mesmo para ir para Machu Picchu. Além disso, a cidade muito rica em sitios arquelógicos.

A cidade possui hostels e hotéis para todos os gostos e bolsos. Os melhores estão ao redor da Plaza de Armas, que é o centro da cidade e onde estão localizados restaurantes, lojas, casas de câmbios e tudo o que você precisa.

Eu escolhi ficar na Milhouse Hostel, que fica na há 200 metros da Plaza de Armas. O hostel oferece WiFi gratuito, tem 2 pátios e um barzinho pra relaxar. Além disso, tem café da manhã free que parece ser bem simpático que inclui frutas, pães e sucos. O Milhouse Hostel Cusco fica a 2 km da Estação de Cusco e a 8 km do Aeroporto Velasco Astete.

Tours

Eu gostei tanto do meu atendimento pela Milhouse Hostel, que estou cotando meus tours tudo com eles. Além do preço ser metade do preço de outros lugares que pesquisei, o atendimento é ótimo. Eu ainda nem fui viajar e já tenho tudo pronto.

Fechei com eles um dia na Montanha 7 Cores e um tour do Vale Sagrado com Machu Picchu, que comentei ali em cima. O bom de fechar o tour é que você não precisa se preocupar com nada. Ingresso, trem, hostel, idas e vindas tudo por conta deles. E o preço ?! Compensa !

Quer saber mais sobre as opções de tours? Clique aqui !

O que fazer em 1 dia em Viña del Mar e Valparaíso

Viña del Mar e Valparaíso – Dicas do que fazer em 1 dia

Se você está indo para Santiago, não pode deixar de fazer um bate volta para Viña del Mar e Valparaíso. Essas duas cidadezinhas charmosas ficam no litoral chileno, no Oceano Pacífico.

Viña del Mar é uma cidade toda moderninha, com ótima infraestrutura, cheia de lindos jardins e praças, e até um Casino. Valparaíso é uma cidade portuária e é sede do poder legislativo do Chile. Além disso, Valparaíso chama atenção nas suas casinhas coloridas em seus 42 morros.



Como chegar ?

Você tem 3 opções para chegar a Viña del Mar e Valparaíso: carro, ônibus ou excursão.

Falei sobre cada um deles aqui : Como chegar em Valparaíso e Viña del Mar.

Eu optei por ir de excursão com a Destino Chile.

Viña del Mar e Valparaíso

A excursão para Viña del Mar e Valparaíso começou as 8 horas em ponto, quando a van da Destino Chile chegou para nos buscar junto com outros turistas brasileiros. A Dayse, nossa guia, compartilhava histórias e curiosidades de cada lugar que passávamos ao longo da viagem. O Seu Guilhermo, nosso motorista, era uma senhor bem reservado mas com chumbo no pé. Aliás, acho que chumbo no pé parece ser uma característica chilena rsrs.

Rio Tinto Casablanca

Antes de chegar em Viña del Mar e Valparaíso, fizemos uma parada para degustação e compras de vinho no Rio Tinto. Neste local não é cobrado imposto, então os preços são bastante atraentes. Mas o pessoal da van estava comentando que nas vinícolas são ainda mais baratos.

Como eu optei por não fazer nenhum passeio pelas vinícolas, decidi fazer minha compra de vinhos aqui mesmo. Aqui tem vinhos para todos os gostos e bolsos. Comprei 3 vinhos por 22 mil pesos. Se comprasse 1 vinho, sairia por 11 mil pesos.

O lugar também vende doces, azeites e possui também um restaurante. Além disso, ainda possui uma casa de câmbio e uma loja de lembrancinhas.

Porto de Valparaíso

Nossa primeira parada foi na cidade de Valparaíso, no Porto. Assim que descemos da van, ficamos decepcionados com o tempo: frio, neblina e chuvisco. Foi uma pena, pois acho que o Porto ficaria muito mais bonito todo ensolarado.

Ali fica a Plaza Sotomayor e o Mirador Paseo 21 de Mayo, que fazem parte da área histórica de Valparaíso e que foi declara como Patrimonio da Humanidade da Unesco em 2003.

Ao redor do Porto ficam várias barraquinhas de artesanato e lembrancinhas. E no local onde as vans geralmente estacionam fica o melhor churros de doce de leite que comi no Chile. Deixo aqui a propaganda: são 2 por 2 mil pesos.

La Sebastiana

Pablo Neruda foi um importante poeta chileno, que também teve uma grande importância na política do Chile. As três casas de Pablo Neruda se transformaram em museus que guardam muitas de suas coleções. Elas estão em localizadas em Santiago, Isla Negra e em Santiago.

Subimos o morro cheio de curvas e cheio de casinhas coloridas, rumo a La Sebastiana. Perceba que a casa de Pablo Neruda tem forma de barco, o que retrata o quando ele gostava do mar.

Infelizmente não tivemos tempo suficiente de conhecer o museu, coisa que ficará para a próxima visita. Mas de lá podemos ver os jardins da casa e ter uma vista que acredito que seja bonita de Valparaíso. O tempo ainda tava bem fechado, então tudo que consegui ver foi neblina 🙁

Descendo a rua um pouco tem uma pracinha. A praça não tem nada de mais e é super simples. Mas tem umas 3 estátuas do Pueblo Neruda.

Em frente tem um restaurante que comprei uma empanada que supostamente era para ser com carne, mas era de cebola com um pedacinho de carne, e uma coca. Os dois saíram por 2.500 pesos. Essa empanada me fez tão mal, que não consegui comer mais nada o resto do dia.

Leão Marinho

Fizemos essa paradinha rápida na praia de Valparaíso. Pra nossa alegria, o tempo decidiu abrir aquele solzão, o que fez de Valparaíso um lugar de tirar o folego. Ali na praia fomos ver leões marinhos, que estranhamente estavam tomando sol em um pedaço de concreto que ficava no alto. Todo mundo coçava a cabeça e se perguntava: ‘Mas como é que eles foram parar ali?!’.

Relógio de Flores

O Relógio das Flores fica bem na entrada da cidade de Viña del Mar. Basicamente é um grande relógio com flores que formam os números e o nome da cidade. Uma curiosidade é que o relógio foi inaugurado em 1962, na Copa do Mundo. Vinã del Mar foi uma das cidades sede da Copa e onde o Brasil ficou hospedado.

Ali tinha algumas barraquinhas de artesanatos também e alguns artistas vestidos de Capitão América, Deadpool e Homem Aranha tirando fotos em troca de um dinheirinho.

Playa Caleta

Bem em frente do Relógio de Flores, fica a Playa Caleta. Fomos até lá para dar uma paradinha para almoço. Como eu já havia ‘almoçado’ aquela empanada, fui pra praia molhar o pé. A água tava gelada, mas com o calor que tava dava até vontade de dar uns mergulhos.

Museu Fonk

O Museu Fonk possui objetos arqueológicos dos povos nativos e também da história natural do Chile. Além disso, bem ne frente do Museu está uma estátua Moai, da Ilha de Páscoa.

Hoje só existem 6 estátuas que estão fora da Ilha de Páscoa. E uma delas se encontram na frente do Museu Fonk. A estátua foi trazida da Ilha de Páscoa para Valparaíso em 1951, e depois realocado em Viña del Mar em 1988.

Casino Municipal de Viña del Mar

Construído em 1930 com arquitetura grega, o Casino de Viña del Mar é um local bastante turístico. Principalmente para brasileiros, que nunca tiveram a oportunidade de conhecer um casino.

O Casino tem cerca de 1200 máquinas e mais de 80 mesas de jogos. Além disso, o Casino ainda tem bingo e algumas outras atividades.

O Casino foi a nossa última parada em Vinã del Mar. Depois de tirar várias fotos em frente ao Casino, partimos de volta para Santiago. Mas com certeza, voltei com um gostinho de quero mais!

Quer ir para Vinã del Mar e Valparaíso de bate volta também? Anota aqui contatinho da Destino Chile :

Valparaíso e Viña Del Mar com Destino Chile

Floralis Generica

Buenos Aires : Primeiras impressões

Cidade bem arborizada, Buenos Aires é uma cidade metropolitana bem convidativa. Andando pelas ruas argentinas, você vai encontrar com várias pessoas caminhando com seu cachorrinho e até mesmo profissionais qual a função é levar os vários cachorros que estão sob seu cuidado para passear.



Buenos Aires

Os hermanos podem ser mais receptivos do que imaginamos. Logo na minha chegada no aeroporto, fui até o ponto de ônibus para seguir em direção ao hostel. O que eu não sabia é que não se pode pagar a passagem em dinheiro. A passagem é paga através do cartão de transporte chamado Sube. Ao fazer a cara de interrogação ao motorista e tentar explicar usando meu portunhol ‘super’ afiado, ele simplesmente nos mandou pra dentro do busão e não cobrou um tostão.

»» Mochilão na América do Sul : Dicas de roteiro

Transporte Público

Construções de Buenos Aires

O transporte público é bom. Tem ar condicionado e a passagem é barata . O que atrapalha o ônibus é o trânsito. Aliás, o trânsito é horrível e lembra um pouco São Paulo. Meio desorganizado, carros se cruzando, buzinas, gente estressada. E muito, muitos carros.

O cartão custa 25 pesos argentinos. Comprei no dia seguinte e recarreguei com 75 pesos, o que da mais ou menos 10 passagens. Você pode comprar o cartão Sube em qualquer lotérica.

O metrô utilizei apenas uma vez. Eu não sei se era hora de pico, mas lata de atum define bastante a viagem que fiz desde a Casa Rosa até Palermo. Além de ficar todos apertados, você precisa aguentar o calor e se retorcer pra ficar perto de uma janela, que é onde entra aquele ‘arzinho’ durante a corrida.

Utilizei Uber algumas vezes. A média de corrida ficava em 80 pesos. Mas o preço é bem concorrido com o do táxi. Uma vez utilizei Uber pra ir em uma tal de feirinha de Natal. Foi bem rápido e eficiente, custou 80 pesos. Na volta peguei um táxi, que ficou 73 pesos mas como só tinha nota de 100 e ele não tinha troco, ficou em 50 pesos. Mas o que sempre faço é negociar antes de entrar no taxi.

»»10 países para viajar sem visto

Hospedagem

Fiquei hospedada no Hostel 7030 em Palermo, região cheia de barzinhos de Buenos Aires. Pra falar bem a verdade, as fotos do Booking elevam muito sua expectativa em relação a realidade. O hostel é bem limpo e organizado. O que deixou a desejar um pouco foi a questão da triliche. Eu como todos os meus 1.53 metros de altura tive que ficar lá em cima. Era quase uma escalada para chegar até lá. Outro ponto que foi bem ruim foi o fato do quarto ter 9 pessoas e um ventilador bem cansado que não conseguia dar conta do calor de dezembro resultando num ambiente bem abafado e mal arejado.

Hostel 70 30
Hostel 70 30

Ah, não tem tomada por cama. Então você precisa achar por ali pelo quarto uma tomadinha ou um ‘T’ pra carregar seu celular.

O banheiro e ducha das meninas ficava no andar de baixo. Café da manhã não era incluso e se custava 40 pesos. Tinha café, suco, leite, chocolate em pó, uma fruta por pessoa, pãozinho integral (muito gostoso) e normal.

O barzinho do hostel apenas abre de sexta a domingo. Mas o hostel fica bem localizado, perto de mercados, bares e restaurantes. Bem no coração de Palermo.

Restaurantes

Heisenburger
Heisenburger

Comi um lanche incrível no Heisenburger. Talvez foi devido a fome a cansaço de andar por 1 hora procurando um restaurante que aceitasse meu cartão pré-pago da Confidence. A maioria apenas aceita cartões da bandeira Visa, e o meu cartão é Mastercard. No final das contas acabou valendo a pena porque o lanche é enorme, tanto que comi só metade. Vem acompanhado com batata rústica bem apetitosa. Pedi uma cerveja avermelhada que eu infelizmente esqueci o nome, mas o gosto era meio amarga e meio doce. Uma delícia. Sem contar que a decoração do bar/restaurante era todo ao estilo ‘Breaking Bad‘.

»» Seguro de Viagem Internacional – Você sabe como funciona?

Conhecendo Buenos Aires

Galerias Pacífico
Galerias Pacífico

Meu planejamento inicial era conhecer os pontos principais de Buenos Aires em apenas um dia. Esse plano foi por água abaixo quando percebi o quão difícil é a locomoção em Buenos Aires por conta do trânsito. A ideia inicial era pegar o ônibus do Jardim Japonês e ir até o Caminito. O que era para demorar cerca de 30 minutos, levou quase 2 horas que foi quando eu desisti e acabei encurtando o passeio para o “final” do planejamento que era ao redor da Plaza de Mayo.

Para evitar qualquer transtorno do tipo, reserve ao menos 2 dias para visitar Buenos Aires. O trânsito as vezes pode acabar atrapalhando todo seu planejamento.

Ônibus em Foz do Iguaçu : Como utilizar

Utilizei o ônibus em Foz do Iguaçu para tudo. Desde o aeroporto até o hostel, e também para ir as atrações.
Para quem quer economizar, o utilizar o ônibus em Foz do Iguaçu é o meio certo.


Ônibus em Foz do Iguaçu

A passagem custa apenas 3,45. Você compra a passagem diretamente com o cobrador, dentro do ônibus. Então não se esqueça de levar sua bolsinha de moedas.

Ônibus Cataras Argentinas
Ônibus em Foz do Iguaçu

Andar de ônibus em Foz do Iguaçu é uma aventura que só os mochileiros sabem. Os ônibus quase sempre estão lotados e algumas vezes com mochileiros com suas mochilas enormes nas costas. Mesmo assim, os motoristas não fazem miséria. Enfiam o pé no acelerador e dão aquelas freiadas, que você sente sua alma chegar lá nas Cataratas e voltar. A aventura é tanta, que uma das gringas que conheci no Hostel, pra ela um passeio de ônibus foi o suficiente pra ela desistir de ir de novo.

»» Seguro de Viagem Internacional – Você sabe como funciona?

A frequência dos ônibus não é tão boa. Vale a pena conferir na internet os horários de ônibus pra não ficar plantada no ponto de ônibus (e tomando um bronze). Apesar disso, o ônibus de Foz de Iguaçu é muito prático. Eles passam na frente de todos os pontos turísticos e são muito bem identificados. Além dos ônibus para as Cataratas, você ainda consegue ir para o Paraguai e para a Argentina.

O ônibus que faz todo o trajeto em Foz do Iguaçu é o de número 120. Utilizei ele para ir do aeroporto até o Hostel, ir para a Represa Itaipu e ir para o Paraguai. Ele passa por toda a Av. Brasil, ou você pode pega-lo no terminal.

Aeroporto

Como eu citei acima, utilizei o ônibus para ida e volta do aeroporto. O ônibus para lá dentro mesmo do aeroporto. Logo que você sai da porta de desembarque, você consegue ver a plaquinha do ônibus. Certifique que o ônibus está indo em direção centro (e não Cataratas), e embarque. Pague os 3,50, segure firme e desça no seu ponto de destino.

»» Dica : Como adiar ou antecipar seu voo

Paraguai

Fronteira Paraguai
Fronteira Paraguai

Para ir ao Paraguai, peguei o ônibus 120 na Av. Brasil, direção centro. Pergunte ao motorista qual é o ponto que deve descer, pois ele para próximo a fronteira. Quando você ver uma muvuca de pessoas e muita sujeira, é ai que você deve descer. A partir dali, o ônibus segue em direção a Represa Itaipu (ponto final).

Sei que também tem um ônibus que te deixa lá dentro da Ciudade del Este. Para pegar este ônibus, você deve ir na frente do Terminal, na Av. Juscelino Kubitschek e comprar a passagem direto com o motorista, que sai por volta de 4,50 por pessoa.

Pra mim, escolher o ônibus de Foz do Iguaçu para ir ao Paraguai, e parar antes de fronteira, foi a melhor escolha. O transito estava super parado e estava muito calor, já que fui em dezembro. Da fronteira até a Ciudad del Este, não da nem 20 minutos. E ao menos você sente um ventinho ao através a Ponte da Amizade.

Argentina

Ônibus Cataras Argentinas
Ônibus Cataras Argentinas

O ônibus para a Argentina foi a mesma coisa. Peguei o ônibus que tinha a placa “Argentina” (dãh, óbvio rs) na Av. Brasil. Você paga apenas 5 reais diretamente para o motorista. Este ônibus pelo menos tem ar condicionado. O trajeto dura cerca de 30 minutos.

Na fronteita, todos devem descer do ônibus e apresentar o RG ou passaporte na imigração. O motorista aguarda até que todos passem pela imigração argentina e assim, continuarmos a viagem.

Pedi para o motorista informar quando fosse o ponto das Cataratas. Logo depois que embarcamos no ônibus, não deu nem 10 minutos, ele parou e disse que ali era o ponto.
Atravessamos a rua para um ponto de ônibus. Ali se passa o ônibus que vai para as Cataratas Argentinas.

»» Mochilão na América do Sul: Dicas de roteiro

Apareceu um taxista querendo cobrar 30 reais por pessoa, já que o ônibus era 25. Preferimos aguardar o ônibus. Logo o ônibus chegou e fizemos o pagamento para o motorista. Era um ônibus de leito, com ar condicionado e muito confortável. E assim, chegamos até as Cataratas!

Para voltar, foi a mesma coisa. Só que o ônibus circular de volta para Foz do Iguaçu demorou uma eternidade. O que acabou arruinando nosso passeio até as Três Fronteiras. O que deixou um “motivo” para poder voltar para visitar as Cataratas 😉

Como utilizar ônibus em Foz do Iguaçu

Fique na melhor região de Foz do Iguaçu, com conforto e pagando pouco. CLIQUE AQUI e veja as melhores opções de Hospedagem em Foz do Iguaçu.

Não dê bobeira. Viaje com segurança e tranquilidade. CLIQUE AQUI e ganhe um CUPOM DE DESCONTO para seu Seguro de Viagem.

Planeje sua viagem a Foz do Iguaçu agora mesmo. CLIQUE AQUI e compre seus tickets para as atrações em Foz do Iguaçu, e evite files.

Valparaíso e Viña Del Mar : Como chegar

Valparaíso e Viña Del Mar ficam localizadas na costa do Oceano Pacífico, no litoral do Chile. Visitar essas cidades é uma boa opção de bate-volta a partir de Santiago, pois fica apenas a 110 quilômetros de distância.

Fui para Valparaíso e Viña Del Mar no meu Mochilão pela América do Sul, agora no final de 2017. E eu me encantei com o charme que cada uma delas oferece. Valparaíso chama atenção pelos seus morros, arquitetura, história e gastronomia. Já Vinã Del Mar expande seu charme através de suas praias, jardins e casas de veraneio.


Valparaíso e Vinã Del Mar : Como chegar ?

Relógio de Flores
Relógio de Flores em Viña Del mar

É muito fácil de chegar a Valparaíso e Vinã Del Mar a partir de Santiago. Pra isso, você tem a opção de ir de ônibus, carro ou fechar uma excursão com uma agência de viagens. A escolha depende do quão aventureiro você é e o quanto está disposto a gastar.

Ônibus

Viña Del Mar
Mirante de Viña Del Mar

Os ônibus que vão desde Santiago para Valparaíso e Viña del Mar partem de dois terminais que são integrados com o metro: Alameda (Term. Sur) ou Pajaritos. As duas empresas que fazem esse trajeto são a Turbus e a Condor.

Os ônibus partem a cada 15 ou 30 minutos e custa em torno de $1900 e $3000 pesos chilenos. Uma dica é comprar a passagem de ida para Valparaíso e volta a partir de Viña Del Mar, ou vise e versa.

Valparaíso e Viña Del Mar através de ônibus

Carro

Valparaíso
Cultura em Valparaíso

Se você optar por se aventurar de carro pelas rodovias chilenas, você pode alugar um carro. Para ir de Santiago a Viña Del Mar é bem simples. É só seguir a Ruta 68 e curtir a vista. A estrada tem pista dupla, bom asfalto e é pedagiada.

Uma dica é baixar esse aplicativo: Hero We Go. Ele tem sido meu companheiro de viagens, principalmente off-line. Baixe o mapa da cidade/país e não se perca mais. Esse aplicativo ajuda a encontrar locais através de metrô/ônibus, a pé e de carro. Super funciona!

Excursão

Excursão para Valparaíso e Viña Del Mar com Destino Chile
Transporte da Destino Chile

Essa foi a opção que eu escolhi. Fechei a excursão com a Amanda, da agência Destino Chile. É a opção mais cômoda para ir até Valparaíso e Viña Del Mar. Aqui você não precisa se preocupar com qual ônibus/metrô você deve pegar, nem com GPS, e nem mesmo com o roteiro.

A Destino Chile oferece uma van equipada com ar condicionado, motorista e guia que te busca na porta do seu hotel/hostel. Durante a viagem, a guia nos auxilia com fatos históricos dos locais por onde passamos, o que torna o passeio bastante interessante. Eu super recomendo!

Com tanta comodidade você deve tá pensando que o valor é de um rim, né?! Que nada, o preço é bem justo. O valor aproximado é de apenas $ 22.500 pesos chilenos, o que da aproximadamente apenas R$ 125 por pessoa (valor 2017).

Além da excursão para Valparaíso e Viña Del Mar, a Destino Chile oferece diversos passeios a partir de Santiago. Tem passeios para as diversas vinícolas, como a Vinícola Concha y Toro, City Tour em Santiago, Ski Day e Cajon Del Maipo. Eu também fiz o passeio para Cajon Del Maipo e me apaixonei !

Eu fechei os passeios direto com a Amanda, que é um amor de pessoa. O número dela é daqui do Brasil e você pode chamar ela no WhatsApp que ela vai tirar todas as suas dúvidas e montar aquele roteiro bacana pra você aproveitar ao máximo seu passeio no Chile 🙂 Depois me contem como foi !

Valparaíso e Viña Del Mar com Destino Chile

 

Ainda não reservou seu hotel em Santiago? Veja só as ofertas da Booking!

Reservando por aqui você consegue ofertas incríveis e não paga nenhuma taxa, e ainda ajuda o Carimbo no Passaporte 🙂



Booking.com

Ilhas Malvinas - Lado europeu na América do Sul

Ilhas Malvinas : Um pedaço do Reino Unido na América

No episodio de hoje, conheçam um pouco sobre as famosas Ilhas Malvinas ou Falkland, um pedaço do reino unido aqui na América do Sul. É um arquipélago localizado no sul do oceano Atlântico, que fica na plataforma continental da Patagônia. 

As principais ilhas estão cerca de 483 quilômetros a leste da costa do sul da América do Sul. O arquipélago possui a Malvina Ocidental, Malvina Oriental e outras 776 ilhas menores.

»» Trabalho em Navio: Quando a vida te abre uma porta



Como o território é britânico, as ilhas tem o seu próprio governo e o Reino Unido assume a responsabilidade pela defesa e relações internacionais do território. A capital é a cidade de Stanley, que fica localizada na Malvina Oriental. A Argentina tentou invadir uma vez, mas não deu muito certo.

Ilhas Malvinas

Ilhas Malvinas
Ilhas Malvinas – Lado europeu na América do Sul

A minha experiência foi um tanto curta durante esse cruzeiro. Passamos por lá apenas uma vez e tive por volta de quatro horas para andar por ali. Mas deu para ver umas coisinhas, sentir um pouco a ilha.

Chegando no píer é possível sentir o ar britânico, a arquitetura das casas, um ambiente calmo, motoristas dirigindo do lado direito do carro e o tio do cachorrão pegando no seu lanche sem luvas e sem guardanapo. Muito adorável esse lugar.

»» Mochilão na América do Sul: Dicas de roteiro

O tour por essas ilhas é incrível, existe uma praia chamada Bluff Cove Lagoon. Uma praia onde é possível observar centenas de pinguins Gentoo e alguns pares de King. Eu fiquei lá por poucos minutos e pra mim fui uma sensação incrível de paz, de solidão, de conexão com a natureza. O odor dos pinguins não é lá um aroma de dama da noite, mas deixa a praia com um aspecto único.

Outro ponto turístico, e muito inusitado por sinal, é a Ilha dos Leões Marinhos, com sorte você poderá ver centenas deles deitados por lá, mas se tiver a mesma sorte que eu, verá apenas pedras.

O frio da ilha torna o ambiente perfeito para um chocolate quente e uma torradinha com geleia feita com frutas da ilha. Uma caminhada para observar as igrejas (os britânicos amam igrejas, igrejas por todos os lados) e dar uma olhadinha no famoso Whale Bone Arch. Como o próprio nome já diz, arco de osso de baleia, que foi justamente onde terminei minha curta estadia nas Falklands. Com gosto de quero mais.

Até a próxima tripulantes.



Booking.com

Curiosidades de Machu Picchu

5 Curiosidades de Machu Picchu

A Cidade Perdida dos Incas, como é conhecida Machu Picchu, é o símbolo da civilização Inca. E hoje é a principal atração turística do Peru.

Conhecer Machu Picchu é algo indescritível. Você entra de cabeça na história da civilização inca que é tão mística e rica espiritualmente.



Infelizmente, hoje em dia nós só podemos visitar 30% da Cidade Perdida dos Incas. Isso porque o tempo deteriorou muita coisa. E cada vez mais a visita a Machu Picchu tem colocado barreiras para evitar a deterioração do local.

Desde o ano passado, o governo colocou algumas regras mais rígidas para a visitação. Hoje em dia, os visitantes são divididos em grupos da manhã e da tarde. Além disso, a entrada é apenas permitida com guias.

Curiosidades de Machu Picchu

Descobrimento de Machu Picchu
Descobrimento de Machu Picchu

Durante a visitação a Machu Picchu, você vai ouvir muitas histórias da civilização inca. Eu até contei um pouquinho da história da Cidade Perdida aqui. Mas para completar mais um pouquinho seu aprendizado sobre esse povo tão rico, vou deixar aqui algumas curiosidades de Machu Picchu.

Descoberta de Machu Picchu

Tem quem fale que Machu Picchu foi descoberto pelos espanhóis. Mas na realidade, Machu Picchu foi despovoada pelos Incas muito antes da invasão dos espanhóis. Ela ficou “desaparecida” durante 400 anos, até que o arqueólogo Hiram Bingham descobriu a Cidade Perdida dos Incas em 1911.

Localização

Existem teorias que acreditam que os Incas escolheram aquele local para construir Machu Picchu porque eles acreditavam que as montanhas e o povo que viviam ali eram sagrados e porque a altitude era um ótimo lugar para seus estudos astronômicos.

Construções

As construções são incríveis. Os Incas fizeram as construções de Machu Picchu resistentes a terremotos. Utilizaram pedras e colocaram um grau de inclinação para que elas ficassem tão resistentes.

Pedras

Os incas acreditavam que as pedras possuíam energias especiais. Foi por isso que eles escolheram construir Machu Picchu com pedras.

Dinheiro

Os povos incas não tinham dinheiro. Eles pagavam impostos por meio do trabalho e se aposentavam com volta dos 50 anos. O governo era responsável for fornecer alimentação ao povo.

»» Machu Picchu : Planejamento de viagem

»» Seguro de Viagem Internacional – Você sabe como funciona?

»» Como tirar passaporte ?

[enjoyinstagram_mb] -> Carousel View

Trabalho em Navio: Quando a vida te abre uma porta

E aí pessoal, é com esta imagem que começo esse texto sobre trabalho em navio – e agradecendo a você, minha amiga, que abriu as portas de seu espaço para que eu possa abrir a porta do meu mundo para todos vocês. Por que a vida é assim, feita de portas e foi numa dessas portas que entrei, e me dei de cara com o mundo.



Prazer, meu nome é Bruno, não Bruno Mars mas é no mar que eu vivo (hahahah essa foi muito boa). Sabe quando você ta no fundo do poço e acha que nada vai dar certo? (faculdade não ta legal, namoro não ta legal, emprego não ta legal) e você se pega pensando: é só isso? A vida não pode ser só isso. Não é isso o que eu quero. Eu quero o mundo todo!

⇒ Segue no Instagram @theworldismeu

Quando a vida te abre uma porta
Licença aqui tô entrando

Trabalho em Navio : Quando tudo começou

Foi num dia desses, deitado me recuperando de um tratamento, um post do Catraca Livre “Conheça a Vida a Bordo – trabalho em navio cruzeiro”. Foi aí que tudo começou.

Busquei agências de emprego e me cadastrei. A primeira foi a Portside que me respondeu quase que de imediato. Fiz entrevistas e arrumei documentos, o que aconteceu tudo muito rápido, exceto a data de embarque que até hoje não saiu.

“Cansei meu! Não vou esperar!”. Busquei uma outra agência, a Infinity, e foi essa que deu certo. Vocês já devem imaginar o resto, né?! Ansiedade… chega logo…

Partiu Navio

Cordilheira dos Andes
Cordilheira dos Andes

Chegou o dia. E foi essa a vista da Cordilheira dos Andes que me tirou o fôlego e fez cair a fixa: “Cara, tá acontecendo. Tá realmente acontecendo”. A porta do mundo abriu.

»» Santiago do Chile : Embalse el Yeso e Baños Colina

Ushuaia : Primeira Porta do Mundo

Ushuaia
Ushuaia

O navio partiria do Chile em direção a Ushuaia, na Argentina. Ushuaia é uma cidade da Argentina e capital da província da Terra do Fogo, Antártica e Ilhas do Atlântico Sul. Seu nome provém do idioma indígena yagan: ushu + aia (fundo + baía = baía profunda). Ushuaia é o lugar perfeito pra quem gosta do silêncio e do friozinho (embora seja a terra do fogo).

O navio atracou no porto no qual você sai de frente com a famosa placa que diz “Fim do Mundo”. Dali você pode partir para excursões como pelo Canal Beagle que leva até a Ilha dos Lobos e Le Eclaireus.

»» Buenos Aires : Primeiras impressões

Infelizmente pra você que curte uma balada, a vida noturna Ushuaia deixa a desejar. Mas isso também não quer dizer que não tenha diversão. Lá você pode encontrar o Ice Bar que desafia os teus sentidos em uma experiência fenomenal.  Você poderá conhecer uma galeria temática sobre a Antártida, ingressar em um túnel de gelo com capas luvas e crampons, observar esculturas de gelo e degustar do open bar com bebidas a vontade.

Porto de Ushuaia
Porto de Ushuaia

Essa foi a primeira porta para o mundo que a vida me abriu, em fevereiro de 2017. Hoje somando exatamente 43 países visitados, centenas de cidades, milhares de lembranças das vezes que me perdi pelos cantos do mundo, e me encontrei em todos eles.

Espero que tenham gostado desta visita, voltarei mais vezes para que vocês possam ver o mundo, o meu mundo.

Abraços 😊

Intercâmbio : Aprender Espanhol

Intercâmbio: aprender espanhol gastando menos

No ranking dos idiomas mais procurados, a língua espanhola está em 2º lugar, de acordo com uma pesquisa feita pela BELTA (Associação de Intercâmbios). O desejo por aprender espanhol fica atrás somente da língua inglesa que é o 1º no topo. O francês ocupa a 3º colocação.

Saber falar “¡Hola! ¿Qué tal?” (“Olá! Tudo bem?”) é o sonho de milhares de brasileiros, que têm à disposição um leque repleto de destinos para aprender. De acordo com o especialista em carreira e educação internacional e diretor da IE intercâmbio, Marcelo Melo, os destinos mais próximos e atraentes são Argentina e Chile, porém, há opções como a Espanha também.



Entre os nossos vizinhos latino-americanos, é possível aprender espanhol em cidades como Buenos Aires, Córdoba, Puerto Madryn e Ushuaia, na Argentina; e Santiago, no Chile. Na Espanha estão as cidades “direto da fonte”, como Barcelona, Palma de Mallorca, Alicante e Madri.

“Depois do inglês, saber falar espanhol é requisito para o mercado de trabalho. Por isso, a grande procura. E, os aspectos que mais influenciam na escolha do destino estão o câmbio favorável, a qualidade de vida, a relação estudo e trabalho, a infraestrutura de acolhimento dos alunos e a facilidade no processo do visto”, explica Marcelo.

Aprender Espanhol

Aprender Espanhol no Chile
SANTIAGO DE CHILE, CHILE

Entretanto, uma viagem de intercâmbio não se define apenas no destino. Mas, também em tudo o que os estudantes ali poderão explorar. Já em termos culturais, cada país tem suas particularidades e encantos, além das diversas opções de passeios, vida cultural, gastronomia e etc.

Confira as dicas da IE intercâmbio de alguns dos destinos mais procurados para aprender espanhol:

Argentina

Algumas cidades são famosas e conhecidas por suas particularidades e pontos turísticos. Nossa vizinha tem atraído os intercambistas devido à sua proximidade com o Brasil e a possibilidade de viver uma imersão cultural sem ir muito longe. Também é um país adaptado para recepcionar pessoas do mundo todo. As opções na terra de “los hermanos” são:

Buenos Aires

2 semanas de curso de espanhol (25 lições/semana);

2 semanas em casa de família, quarto individual, café da manhã;

Taxa de matrícula;

Parcelas a partir de R$ 486,51

Córdoba

4 semanas de curso de espanhol (25 lições/semana);

4 semanas em casa de família, quarto individual, café da manhã;

Taxa de matrícula;

Parcelas a partir de R$ 707,64

Alicante

2 semanas de curso de espanhol (25 lições/semana);

2 semanas em casa de família, quarto individual, café da manhã;

Taxa de matrícula;

Parcelas a partir de R$ 368,18

Chile

Situado na América do Sul, o Chile é um dos países que mais atraem os brasileiros por conta do valor da moeda e da proximidade territorial. Um país cercado de montanhas com características europeias mescladas com raízes latinas.

Santiago

4 semanas de curso de espanhol (25 lições/semana);

4 semanas em casa de família, quarto individual, café da manhã;

Taxa de matrícula;

Parcelas a partir de R$ 798,89

Espanha

O destino é possui uma localização privilegiada e chama atenção devido ao fácil acesso para os países vizinhos. As opções para o intercâmbio na Espanha variam de Norte a Sul. Por ser um país rico em tradições regionais, histórias, gastronomia e culturas, os estudantes podem escolher como destino:

Palma de Mallorca

2 semanas de curso de espanhol (25 lições/semana);

2 semanas em casa de família, quarto individual, café da manhã;

Taxa de matrícula;

Parcelas a partir de R$ 406,52

Madri

2 semanas de curso de espanhol (25 lições/semana);

2 semanas em casa de família, quarto individual, café da manhã;

Taxa de matrícula;

Parcelas a partir de R$ 422,88

Sobre a IE intercâmbio

A IE é uma das maiores redes de intercâmbio cultural do Brasil, com agências de norte a sul do país. Especialista em intercâmbio de estudo, trabalho ou universidades no exterior é uma das empresas mais reconhecidas e tradicionais do segmento. Para estudar no exterior, fazer high school, viajar nas férias ou ter uma experiência de trabalho, a IE oferece intercâmbios para todas as idades. Acesse o site Oficial: www.ie.com.br

Redes Sociais IE intercâmbio

 https://www.facebook.com/IEintercambio
 https://www.instagram.com/ieintercambio/
 https://twitter.com/ieintercambio 
 https://www.youtube.com/user/ieintercambio 

Divulgação: Rojas Comunicação

Tel. (11) 3675-4940