MBA no exterior

MBA no Exterior : Por onde começar

Quando se pensa em pós-graduação no exterior, o primeiro curso que costuma vir à cabeça dos brasileiros é  fazer MBA no exterior, ou Mestrado em Administração de Negócios. MBA no exterior é, de fato, o programa mais conhecido no país e pode ser uma excelente opção para quem pretende mudar de carreira – sair de um banco e ir para a indústria, por exemplo – ou alavancar sua carreira dentro do próprio segmento, buscando uma visão mais ampla e estratégica de negócios.



Fazer MBA no exterior em uma escola renomada é quase como um “carimbo de qualidade” no currículo de um profissional, que passa a ter reconhecimento nacional e internacional. No entanto, para realizar um MBA é necessário um investimento alto de tempo e dinheiro – em geral, são dois anos de dedicação integral ao programa, cujo custo, nos EUA, pode chegar a até 180.000 dólares (incluindo mensalidades e gastos pessoais do aluno com moradia, alimentação, etc).

Antes de tomar tal decisão, é preciso cautela e muita reflexão. O curso pode não ser o mais indicado para o seu perfil, suas ambições de carreira ou atual momento de vida.

Como planejar seu MBA no Exterior

Palm Springs, Califórnia
Palm Springs, Califórnia

Neste especial, produzido pelo Estudar Fora, você terá acesso a conteúdos para te ajudar a planejar essa experiência. No manual você vai encontrar várias dicas, incluindo:

1. O que levar em consideração na hora de decidir se deve cursar MBA fora;
2. As várias metodologias de ensino adotadas pelas escolas estrangeiras e diferenças para os cursos oferecidos no Brasil;
3. Como escolher a melhor universidade para você;
4. Como funcionam as etapas do processo de candidatura (application);
5. Depoimentos de estudantes aprovados em algumas das melhores escolas;
6. Como planejar-se financeiramente para a experiência e onde conseguir apoio.

Acesse o manual de MBA disponibilizado pelo Estudar Fora !

 
Visto Americano - Route 66

Visto Americano – Conheça os tipos de visto americano

Você sabe quais tipos de visto americano existem? Antes de dar inicio num processo para solicitar um visto americano, o solicitante deve estar ciente em qual tipo de visto deverá aplicar para não ter futuros problemas, por exemplo, se você vai para os EUA com visto de turista, você não poderá fazer nada além do que o seu visto permite como Trabalhar e Estudar onde para nestes casos o solicitante deve aplicar pelo visto apropriado.




Qual Tipo de Visto Americano Devo Tirar

Uma dica é de não aplicar para o visto C1 se o viajante pretende viajar aos Estados Unidos futuramente, pois o processo para solicitar este visto é praticamente o mesmo para solicitação do tipo B1/B2 (Turismo e negócios), pois com este o solicitante poderá entrar no país e ficar entre 3 a 6 meses dependendo do limite cedido pela imigração.

 

Veja abaixo mais detalhes sobre alguns tipos de visto americano

 
Tipo Detalhes sobre o visto
A1/A2 Visto destinado apenas para funcionários de governos e diplomatas
A3 Para empregadas domesticas
B1 Visto de negócios que pode ser usado para quem vai participar de algum evento
B2 O mais solicitado, destinado para turismo ou tratamento médico
C1 Para viajantes em conexão nos Estados Unidos
C1/D Mesma categoria acima, porém destinado a tripulantes de aviões e marítimas
F1 Destinados a estudantes vocacionais ou acadêmicos
H Para trabalhos temporários incluindo o estagio
I Visto para jornalistas e pessoas da mídia
L Trabalhadores temporários desde que foram transferidos da mesma empresa
O ou P Atletas ou pessoas de habilidades em ciências, artes
Q Para intercambio cultural
R Visto destinado a Religiosos

Por Quanto Tempo Vale um Visto Para os EUA?

A validade de seu visto americano vai depender do agente que te entrevistar, dependendo do tipo de visto que o solicitante requerer, o mesmo poderá valer por até 10 anos que é o caso dos solicitantes que aplicam para o visto de turista, ou em alguns casos o requerente pode conseguir um visto limitado que é muito raro de acontecer onde o requerente pode receber um visto com validade de apenas três meses ou pode também conseguir um visto com um limite de fazer apenas uma viagem em um determinado período determinado pelo agente.

Mas no geral a maioria acaba recebendo um visto americano de 10 anos! 😀 Yaaaay !

Muitas pessoas confundem o tempo da validade do visto com tempo de permissão para ficar nos Estados Unidos. Por exemplo, se você tiver um visto B1/B2 com validade de 10 anos, não significa que poderá permanecer nos EUA por 10 anos, quando você chegar ao aeroporto, o seu tempo de permanência será determinado pelo agente da imigração, mas normalmente a grande maioria dos viajantes conseguem um prazo de seis meses para viagens a turismo.

 
Dependendo da validade do seu visto, poderá entrar e sair dos EUA quantas vezes quiser, limitando-se a permanência total de 6 meses por ano!
Por exemplo, meu visto vale por 10 anos. Então até 2023 vou poder viajar aos EUA com este mesmo visto quantas vezes eu quiser. Porém, com limite de permanência de 6 meses por ano!
 
E ai, já escolheu qual é seu tipo de visto? 😉
 
Have a great weekend, see ya!
Imigração Americana - Evitar Visto Americano Negado

Visto Americano : Principais motivos que ocasionam visto negado

Ter o visto americano negado é um dos maiores medos de quem vai tirar o visto pela primeira vez. Tenho muitos amigos que ficam aflitos e até postergam a viagem dos sonhos, só de pensar que vai ter que encarar a imigração americana.
Infelizmente, existem alguns detalhes ao aplicar para o visto que podem acabar influenciando você sair do Consulado Americano sem o visto aprovado.



Continue lendo “Visto Americano : Principais motivos que ocasionam visto negado”

Trabalho nos Estados Unidos

Estados Unidos – Opções de trabalho na América

A crise brasileira faz com que muitos pensem na possibilidade de migrar para outro país em busca de maiores oportunidades. Os Estados Unidos é, talvez, o primeiro país se pensar. Além de ganhar em dólares, o país é conhecido por baixo custo de vida e possibilidade de vida confortável.

Você não precisa se tornar um imigrante ilegal para conseguir seu objetivo. Até porque, sendo ilegal nos Estados Unidos dificilmente irá conseguir um trabalho de maneira fácil.

Apesar de ser um país que dificulta bastante a imigração, os Estados Unidos fornece algumas opções para estrangeiros conseguirem trabalho temporário e também permanente.

 

Conheças as opções de trabalho nos Estados Unidos
Conheças as opções de trabalho nos Estados Unidos


Opções de trabalho nos Estados Unidos

Uma delas, é o programa de intercâmbio Work and Travel, ou Work Experience. Estudantes do ensino superior podem adquirir o visto J-1 para trabalhar pelo período de 3 meses e após isso viajar por 1 mês nas terras do Tio Obama. As vagas de trabalho são para resorts, hotels, parques temáticos, restaurantes e outros.

Veja Mais!Meu resumo do Work Experience

O visto H-1B é o mais difícil de conseguir, pois são direcionados a profissionais com bacharelado que possui uma proposta de trabalho nos Estados Unidos, em um cargo que exija o diploma. Neste caso, o empregador precisa provar ao governo Norte Americano o porque ele precisa contratar um estrangeiro e não um americano. O processo também é burocrático: apenas 65 mil vistos H-1B são fornecidos por anos e leva cerca de 120 dias para ficar pronto.
Veja mais sobre o visto H-1B!

Veja Mais !Conheça os tipos de vistos americanos

O visto L-1 é fornecido a funcionários que trabalham em empresa multinacionais no Brasil, e recebem uma proposta para trabalhar nos Estados Unidos. Então se você trabalha em uma empresa multinacional, fique atento a vagas no exterior!

Veja Mais !Dicas para entrevista consular americana
Veja Mais ! Agendamento de Visto de Turismo Americano (B1/B2)

Agora se você decidir fazer uma graduação nos Estados Unidos, terá o visto F-1. Este visto te dá o direito de trabalhar no campus da Universidade e também fora do campus. Porém, só é possível trabalhar fora do campus após 1 ano completo de estudos. Além disso, o estudante só pode trabalhar 20 horas semanais durante o período letivo e 40 horas semanais nas férias.

 

Dicas de entrevista de imigração americana

Imigração americana – Dicas para entrevista para o visto

Depois do visto, a entrevista de imigração é um dos momentos mais temidos. Principalmente se for nos Estados Unidos. O EUA é conhecido como o país mais exigente para imigrar, mesmo se for a turismo.

Em todos os aeroportos americanos todos, sem exceção, devem passar por uma entrevista na imigração pelos agentes do CBP (U.S Customs and Border Protection) que é o órgão do governo americano que controla a entrada e a saída nos Estados Unidos.

Veja Mais ! – Visto Americano – Perguntas frequentes do formulário DS-160

Para te ajudar a enfrentar esse medo, vamos deixar algumas dicas de como funciona e como proceder na entrevista de imigração.



No avião

Quase no fim da viagem, os comissários de bordo irão entregar um formulário conhecido como I-94. Você deverá preencher corretamente esse formulário, pois ele será entregue durante a entrevista de imigração.

Preencha com calma e preste bastante atenção a todos os campos para evitar erros. Caso você rasure ou preencha algo errado, solicite um novo I-94 para o comissário de bordo.

Veja Mais ! – Visto Americano – Principais motivos que ocasionam visto negado

Caso você esteja viajando em família, preencha apenas um formulário e coloque os nomes de todos os viajantes. Assim todos irão fazer a entrevista de imigração juntos.

Entrevista de Imigração

Ao sair do avião, siga o fluxo de pessoas. Pois todos, inclusive americanos, irão passar pela imigração. No local, vão existir duas filas: uma para cidadãos americanos (US Citizens) e outra para os demais visitantes (All Other Passports ou Visitors). Vá para a segunda fila.

Dicas para a fila:

Deixe à mão seu passaporte e o formulário I-94 devidamente preenchido;
 Deixe o formulário na página do visto americano.
 
Separe a passagem de volta, voucher do hotel, seguro-viagem, carro e todos outros documentos que comprovam sua viagem;
 
Não utilize em hipótese alguma nenhum aparelho eletrônico;
 
Evite conversar ou falar alto;
 
É proibido fumar e comer no local;
→ 
Bonés ou chapéus devem ser retirados da cabeça para a entrevista.

A entrevista de imigração dura cerca de apenas 3 minutos. Mais lembre-se de manter a calma e ser objetivo em suas respostas. Caso não saiba falar inglês, não entre em pânico. Deixe apenas seus documentos separados que comprovem a finalidade de sua viagem.

Veja Mais ! – Dicas para entrevista no Consulado Americano

Para facilitar, veja só as perguntas frequentes feitas por oficiais na entrevista de imigração.

 Quanto tempo vai ficar aqui?
 
Quais cidades irá visitar?
 
Qual o motivo de sua viagem?
 Qual a sua profissão?
 
Qual o nome da empresa que você trabalha?
 
Quanto dinheiro carrega com você?
 
Onde você vai ficar?
 
Tem algum amigo ou familiar que more nos EUA?
→ 
Tem mais alguém viajando com você?

Seja objetivo e responda com clareza as perguntas. Só mostre os documentos que forem solicitados pelo agente. Depois da entrevista de imigração, ele irá registrar uma foto sua e as suas impressões digitais no sistema. E .. Have a good travel !

Existem ainda casos, talvez raros, que o oficial pode desconfiar de alguma coisa. Não entre em pânico! Você será levado para uma sala onde será interrogado por oficiais americanos. O objetivo é entender melhor o motivo de sua viagem, e se você convencer que está tudo certo, será liberado.

Formulário I-94

Você deve estar se perguntando, mas o que é esse tal de formulário I-94? Esse formulário pede algumas informações básicas, como se está levando algo de valor para os EUA, endereço onde ficará hospedado e data do voo de ida e volta. Quando entregar seu formulário na entrevista de imigração, o oficial irá destacar um pedaço e entregar para você. Reza a lenda que você deve mostrar na viagem de volta. Mais eu sinceramente nunca tive que mostrar. Mais mantenho guardado, just in case.

Para saber mais, você pode fazer o download do Formulário I-94 clicando aqui.

Work Experience USA

Work and Travel – Saiba mais sobre o intercâmbio

Work and Travel, também conhecido como Work Experience, é um programa de intercâmbio de trabalho nos Estados Unidos (existem também para outros países), onde você tem a possibilidade de conhecer uma nova cultura, fazer amigos, praticar inglês e ter uma super experiência de vida. Com o Work Experience você tem oportunidades de trabalhar em hotéis, resorts, estações de esqui, parques temáticos, restaurantes e lojas espalhados por EUA.


Work and Travel : Como funciona

É um programa de intercâmbio de trabalho regulamentado pelo governo norte-americano e, portanto, obedece as leis de trabalho estabelecidas nos Estados Unidos. Empregadores dos Estados Unidos buscam jovens interessados em trabalhar em suas empresas durante a temporada de inverno americana. Work Experience IE é marca registrada e programa exclusivo da IE Intercâmbio.

Visto e documentação legal

Após inscrito no programa, você precisará solicitar o visto J1 junto ao Consulado Americano, onde apresentará o seu formulário DS 2019 (permissão de trabalho) para poder trabalhar legalmente nos Estados Unidos. Além do visto e DS 2019, você precisará do Social Security que irá tirar após chegar ao país. A IE disponibiliza o serviço de agendamento para solicitar o visto e te orienta durante todo o processo.

»» Visto Americano : Como fazer o agendamento

Seu trabalho nos EUA

No período do inverno as cidades turísticas ficam mais movimentadas, por isso, os trabalhos mais comuns são em ski resorts, parques aquáticos, restaurantes de fast food e lojas, com as mais variadas funções. Cidades pequenas também são uma boa opção, pois a concorrência é menor e há menos brasileiros, oportunidade para melhor praticar seu inglês. A média salarial é de USD 7,00 por hora trabalhada.

Onde morar

Sua moradia pode ser em alojamentos ou dormitórios oferecidos gratuitamente pelo empregador com preço combinado descontado no contracheque. Ainda existe a opção de alugar uma casa ou apartamento para dividir com outros participantes.

»» Seguro Viagem para Estados Unidos : Como escolher ?

Como vou para o trabalho?

O transporte de casa para o trabalho pode ser oferecido, pelo empregador, gratuitamente ou então com algum desconto. Em algumas regiões turísticas há ônibus circulando o tempo todo.

Benefícios

Os empregadores geralmente oferecem alguns benefícios aos seus contratados, como descontos para esquiar, alimentação, gorjetas, transporte para outras cidades, bônus de fim de temporada, entre outros.

viajar sem visto

10 países para viajar sem visto

Você já pensou em viajar sem visto, sem passar por toda aquela burocracia? Acho que a coisa que mais me dá agonia quando o assunto é viagem, é a questão do visto. Às vezes você consegue uns dias livres e inesperados do trabalho ao qual você poderia usar para conhecer um lugar novo. Mais daí entra o grande empecilho: o visto. Existem vistos que são mais simples e rápidos para conseguir. Mas outros, como o visto americano, pode levar um tempinho. Toda essa burocracia muitas vezes acaba cansando a beleza, não é mesmo?!



Felizmente o Brasil tem relações com 60 países do quais os brasileiros podem viajar sem visto. Isso não é ótimo? A permissão de entrada sem visto é válida por até 90 dias, sendo que esse período precisa ser dedicado ao turismo.

Para viajar sem visto, você precisará apresentar sua passagem de volta ao passar pela imigração. Alguns países ainda exigem que o turista prove que tem condições para se sustentar enquanto estiver no país, e ainda que apresente comprovante de reserva de hotel, seguro médico internacional e alguns países até mesmo pedem seu cartão de vacinas.

Antes de embarcar, é importante verificar a validade do seu passaporte. Tenha pelo menos 6 meses de validade para poder embarcar.

Países para viajar sem visto

Ainda sem a exigência do visto, há aqueles países que são mais burocráticos para entrar. Por isso, separamos algumas dicas de países para viajar sem visto. Confira só!

  1. África do Sul

A África do Sul é o país mais rico da África. Lá você se depara com um santuário de vida selvagem. Os safáris são em meio a reservas naturais. Um exemplo é visitar o Parque Nacional Kruger onde você pode fazer contato bem íntimo com os leões, rinocerontes, girafas, zebras e vários outros animais selvagens.

  1. Bahamas

Localizado no Oceano Atlântico, você poderá se deparar com maravilhosas praias com águas bem claras. Se você gosta de mergulhar, não deixe de dar uma passada na barreira dos corais onde a visibilidade da água pode ultrapassar os 50 metros.

  1. Barbados

Barbados é um país que pode agradar todo tipo de viajante. A costa leste tem praias tranquilas, luxuosos hotéis e serviços de primeira classe. Agora se você for aventureiro, uma dica é dirigir um jipe pelo interior das florestas, mergulhar nas águas cristalinas e se envolver com a cultura local.

  1. Espanha

Desvende todos os segredos da Salamanca tomando um dos melhores vinhos do mundo. A Espanha está repleta de artefatos históricos nas ruas e nos museus.

  1. França

A França é graciosa em cada parte dela. É desde a culinária, até sua parte histórica de seus museus e monumentos que atraem turistas de todo o mundo.

  1. Grécia

Se você gosta de história, a Grécia é o seu lugar. Lá você poderá visitar lugares por onde Aquiles e Heitor deixaram muita história.

  1. Israel

É um passeio bem espiritual. Você vai conhecer a cidade onde Jesus Cristo foi crucificado e onde Maomé ascendeu aos céus. Uma dia é visitar Nazaré para caminhar os passos de Jesus até o Mar Morto.

  1. Itália

Ah, a Itália! Quem não gosta de comer uma pizza ou comer aquela macarronada? Não deixe de visitar o Coliseu e fazer um pedido na Fontana di Trevi. Faça uma paradinha para ganhar uns quilinhos por se deliciar pela comida italiana. Ainda bem que você poderá viajar sem visto para Itália, assim a viajem fica ainda mais gostosa.

  1. Marrocos

Se você quer algo bem diferente, opte por visitar Marrocos. Nesse país você poderá admirar as mesquitas e se impressionar com o deserto do Saara. Mas se você for mulher, cuidado! Evite andar sozinha.

  1. Reino Unido

O Reino Unido é formado pela Inglaterra, Irlanda do Norte, Escócia e País de Gales onde você poderá viajar sem visto por todos eles. Ele é uma boa escolha para qualquer tipo de viajante. Você poderá encontrar diversos tipos de pubs, tomar um Chopp, caminhar pelas ruas que o Beatles começaram sua carreira e muito mais.

Fora esses países incríveis, veja só a lista de todos os países que poderá viajar sem visto.

viajar sem-visto
Lista de países para viajar sem visto

Gostou da dica de como viajar sem visto? Deixe seu comentário e conte para nós a sua experiência!

Festa da Uva

Festa da Uva : atração de janeiro em São Roque

Janeiro é a época de colheita das uvas. Para comemorar, São Roque realiza todos os anos a tradicional Festa da Uva.

Até dia 31 de janeiro a partir das 10h30, São Roque promove a Pisa da Uva para celebrar a boa safra. A Festa da Uva inclui o acompanhamento da colheita, a pisa da uva e um almoço com as principais delícias da gastronomia portuguesa.



Festa da Uva

Durante a Pisa da Uva, os visitantes têm a oportunidade de conhecer um pouco mais sobre o cultivo e a produção. Ao final, os participantes da festa são convidados a auxiliar na colheita e participar da pisa – o processo artesanal de pisar as uvas para a extração do suco que será fermentado e dará origem ao vinho.

Todos os anos, a Festa da Uva atrai turistas de diversas regiões do Estado, que passam o dia acompanhando as festividades. São 4 mil pés de uvas e toda safra é destinada para a produção artesanal de 20 mil litros de vinho, comercializados no local ou em eventos.

A Pisa da Uva é uma das etapas mais importantes para a produção de um bom vinho e é muito enriquecedor que o turista tenha essa experiência de auxiliar na colheita e na pisa da uva. O objetivo é promover a confraternização de amigos e familiares em torno de uma boa mesa.

Nos dias da pisa, os visitantes recebem um cesto e um chapéu e, assim como faziam os antigos colonos, percorrem os caminhos formados pelos parreirais para colher os cachos dos frutos. Ao final da colheita manual, os turistas partem para a parte mais esperada do dia: a pisa. Os cestos com os frutos são despejados no lagar e os visitantes são convidados a subir no espaço para pisar nos frutos, ao som dos tradicionais folclores portugueses. Uma experiência única, que mistura aromas e sensações da Festa da Uva.

Os grupos folclóricos levarão para a pisa as tradições da cultura portuguesa. Na Festa da Uva, com o som dos folclores lusitanos, o público poderá acompanhar as apresentações e ainda, aprender a dançar os ritmos típicos de Portugal. Para o almoço, o destaque é a Espetada Madeirense. Suculentos pedaços de carne bovina, espetados em um galho de louro e assados na brasa, servidos com milho frito.

São Roque comercializa por ano 17 milhões de litros de vinho. Desse total, dois milhões são feitos com as uvas produzidas na região. Os outros 15 milhões envasados têm como matéria-prima uvas de outras partes do país. Os dados são do Sindicato da Indústria do Vinho de São Roque. A estimativa é de que 30 mil turistas visitem o município todos os meses, uma comprovação do potencial dos atrativos locais como a tradicional Festa da Uva.

Serviços

Adega e Restaurante Quinta do Olivardo

Km 4 da Estrada do Vinho, em São Roque, com acesso pelo km 58,5 da Rodovia Raposo Tavares (SP-270)
Datas: 16, 23 e 30 de janeiro
Horário: a partir das 10h30

Pacote: R$ 180 (inclui acompanhamento da colheita, pisa da uva, almoço e degustação de vinho e suco)

As reservas de mesas têm validade até as 13h e podem ser feitas pelos telefones: (11) 4711-1100 e 4711-1923
Site: www.quintadoolivardo.com.br

Vinícola Góes

Estrada do Vinho, km 9, São Roque. Tel.: (11) 4711-3500
Quando: Até 31 de janeiro, às 10h, 11h30 e 13h (sempre aos sábados e domingos e feriado –25 de janeiro)
Quanto: R$ 175 (inclui almoço, taça de vinho e chapéu personalizado). Crianças de 5 a 12 anos pagam meia-entrada;
Site: www.vinicolagoes.com.br

Ensinar Inglês no Exterior

Ensinar inglês no exterior: Passo a Passo

Ensinar inglês no exterior é uma das alternativas para quem tem inglês avançado e deseja morar fora do Brasil. Você acabou de se formar da faculdade, e você está pronto para uma aventura. Você deseja ver o mundo, mergulhar em uma nova cultura e aprimorar suas habilidades em outras línguas.



Continue lendo “Ensinar inglês no exterior: Passo a Passo”

Visto de trabalho temporário para brasileiros

Visto de trabalho para brasileiros : Conheça opções

Conseguir um visto de trabalho para ir trabalhar em outro país é uma das coisas mais buscadas pelos brasileiros. Com a crise afetando feio o Brasil, a procura só aumenta. O principal país que os brasileiros pensam para deixar o país é ir aos Estados Unidos. Mas existem outros países também que oferecem visto de trabalho para brasileiros.



Visto de trabalho para brasileiros

Alguns países oferecem a oportunidade de visto de trabalho para brasileiros trabalharem de forma temporária, como atendente de hostel ou garçom. Outros ainda dão chances para que você consiga um trabalho permanente em vagas concorridas e com bons salários. Veja algumas opções de países que oferecem visto de trabalho para brasileiros.

Estados Unidos

Se você for estudante universitário, essa é uma oportunidade. Todos os anos, os Estados Unidos cedem visto de trabalho para vários estudantes que desejam trabalhar temporariamente no perímetro americano.

»» Work and Travel – Saiba mais sobre o intercâmbio

Esse visto é conhecido como J-1, que é para o programa de intercâmbio Work and Travel. Eu realizei este intercâmbio na Califórnia, e adorei. Trabalhei em uma das maiores redes de hotel do mundo como Busser, ajudante de garçom. Melhor experiência ever!

O programa consiste em 3 meses de trabalho durante as férias da faculdade, e mais 1 mês para você poder viajar pelo país.

»» Meu resumo do Work Experience

O visto de trabalho H-1B é também outro visto temporário, que podem ser solicitados por profissionais com diploma de bacharelado e que tenham uma proposta de trabalho temporário em alguma empresa americana.

»» Estados Unidos – Opções de trabalho na América

E também tem o L-1. Esse visto de trabalho é para aqueles profissionais de empresas multinacionais que são transferidos para alguma sede nos Estados Unidos.

Irlanda

A Irlanda é bem receptiva para brasileiros que querem trabalhar e estudar temporariamente. Não é a toa que o país está fervendo de brasileiros. Ela é um dos destinos mais baratos para intercâmbio.

Antigamente, o visto de estudante que permite também trabalho temporário valia por um ano. A regra a partir de Outubro de 2015 é que agora o visto só é válido por 8 meses.

Saiba Mais ! – Atitudes que atrapalham o aprendizado do inglês no exterior

O intercâmbio consiste em 25 semanas de curso de inglês, 8 semanas de férias e ainda com direito para trabalho temporário por 20 horas semanais.

Nova Zelândia

O país oferece a oportunidade para brasileiros trabalharem temporariamente no país, desde que estejam fazendo cursos com duração mínima de 14 semanas.

Além disso, a Nova Zelândia oferece a oportunidade de visto de trabalho de 1 ano através do programa Working Holiday Visa. Mas a cota é limitada, então fique atento às inscrições.

Saiba Mais ! – Working Holiday Visa: Viaje e trabalhe por um ano na Nova Zelândia

Austrália

A Austrália também oferece a chance de trabalho temporário, caso você fizer um curso mínimo de 14 semanas.

Além disso, para aqueles que desejam imigrar permanentemente, o governo australiano oferece oportunidades de visto de trabalho para profissionais de diversas áreas.

Saiba Mais ! – Assistência Médica gratuita do INSS no exterior – Como funciona?

Argentina

O Ministério das Relações Exteriores possui um acordo entre o Brasil e a Argentina, onde brasileiros podem solicitar um visto de residência temporária. Com esse visto, você pode trabalhar, viajar e estudar na Argentina. O visto é válido por 2 anos, e você pode ainda renovar.