Conta bancária americana

Como abrir e manter uma conta bancária nos EUA

Abrir uma conta bancária é essencial para quem está migrando para os Estados Unidos, seja a trabalho ou a estudo. Ou as vezes, até mesmo para turismo.

As quatro maiores redes bancárias americanas são Bank of America, Chase, Citi Bank e Wells Fargo. Eu particularmente não abri minha conta bancária em nenhum destes bancos. Na primeira vez, abri em um banco que ficava bem na frente do hotel onde eu trabalhava. Depois, abri uma conta no Altura Credit Union. Este banco é ótimo para quem está a procura de administrar melhor seu dinheiro, porém é muito pequeno. Só existe agência em Riverside e em Rancho Mirage, na Califórnia.

»» Opções de trabalho nos Estados Unidos



Documentos necessários para abrir uma conta bancária

  • Passaporte
  • Carta matrícula da universidade/Carta do seu empregador
  • Quantia necessária em dinheiro para o primeiro depósito (geralmente de 20 a 50 dólares)
  • Segundo documento de identificação (carta de motorista, CPF, RG)
  • Documentos que comprovem o seu visto (Visa F-1, J-1, HB1)
  • Social Security Number

Conta Corrente e Poupança

Ao abrir sua conta bancária americana, é provável que o agente pergunte se quer dividir seu dinheiro em checking e saving accounts.

Checking account é a conta corrente para depósitos, onde o seu dinheiro será sacado e também na qual suas compras feitas pelo cartão serão debitadas.

Saving account é a conta poupança, que serve para você criar uma reserva.

»» Principais motivos que ocasionam o visto negado

Débito, Crédito e Cheque

Após abrir sua conta bancária, você receberá um cartão de débito e também pode solicitar pelo talão de cheques (menos usado atualmente).

O cartão de crédito é algo muito restrito nos EUA. Para conseguir, é preciso criar um histórico de transações bancárias de aproximadamente 2 anos. E neste período, nunca deixar sua conta negativa e também jamais dever para nenhum lugar. Vale lembrar também, que nos EUA não é possível realizar compras parceladas.

Limite de Conta

Atente-se a um detalhe na hora de fazer a sua conta bancária: o limite. Se você ultrapassar a quantia de dinheiro que tem depositada poderá acontecer de duas uma:

  • Quando você está prestes a ultrapassar o seu limite, o seu cartão é bloqueado, impossibilitando transações na conta ou saques.
  • Se você ficar no negativo, não importa quanto, deverá pagar uma quantia extra para o banco, que costuma ser bem salgada (uns U$200).

»» Visto americano : Dicas para a entrevista no consulado

Alguns bancos deixam o cliente escolher qual melhor opção para o seu limite. Outros trabalham com apenas uma destas opções. Por isso é muito importante checar esta informação na hora de criar a conta para não ter problemas com os seus gastos.

Atitudes que dificultam aprender inglês no intercâmbio

Atitudes que atrapalham o aprendizado do inglês no intercâmbio

Você sabia que existem várias atitudes que podem atrapalhar seu aprendizado do inglês no intercâmbio? Talvez você até conheça, ou já ouviu falar, alguém que estudou no exterior por meses – ou até mesmo anos – e ainda tem aquele inglês arranhado. Isso pode mesmo acontecer. No intercâmbio, muitos estudantes persistem em falar em português para se comunicar com colegas e não levam muito a sério o estudo, tirando totalmente o foco do aprendizado de um novo idioma.



Inglês no Intercâmbio – Atitudes que atrapalham

Limitar o estudo à sala de aula

O desenvolvimento das habilidades de comunicação é gradual, porém é inválido se estiver limitado ao tempo com o professor na sala de aula. Se das 24 horas de um dia, apenas 3 horas forem dedicadas ao idioma, o processo de aprendizagem será muito lento. Isso sem falar dos finais de semana. O contato com o outro idioma durante o intercâmbio deve ser continuo e intenso.

♣ Quanto tempo é preciso para aprender inglês ?

Falar em português

Eu morei com 4 brasileiros e 1 argentina durante meu intercâmbio nos EUA. Comunicar em português dentro do apartamento, ou sempre que nos encontrávamos, era inevitável. Por isso, procurei fazer amizades com os americanos no trabalho, e com isso sempre os chamava para festas no apartamento ou para sair num barzinho ou balada. Isso nos forçava sempre a falar inglês.

Duvidar da própria capacidade

Cada intercambista tem uma habilidade diferente no outro idioma. Alguns tem maior facilidade na fala, outros na escrita. No intercâmbio, cometer erros é essencial para o aprendizado. Por isso, não se intimide ou ache que não é capaz de aprender. Com esforço todos nós aprendemos.

♣ TOEFL e IELTS – Qual é a diferença e qual escolher ?

Não estar aberto ao novo

Ir para o exterior e manter a mente no Brasil. Isso é algo muito comum com intercambistas que sentem dificuldade a se adaptar a uma nova cultura, e procuram ao máximo se manter conectado com o Brasil. Diferenciar as experiências e fazer novas amizades é algo diferencial para sua experiência no exterior. Além de poder fazer amigos para a vida toda, seu processo de aprendizado irá aumentar.

Achar que no intercâmbio o aprendizado acontece naturalmente

Tenho uma amiga mexicana que mora na Califórnia há mais de 20 anos, e ela meramente sabe o inglês básico. Isso porque para aprender um novo idioma você precisa se dedicar, errar e persistir. Frequentar as aulas, estudar em casa e se aprofundar na cultura local é o que irá facilitar seu aprendizado.

Créditos a Catraca Livre e Commons Wikipedia

Work Experience : Feira de Contratação

Work Experience : Feira de Contratação

No programa Work Experience, ou Work & Travel, ocorre a Feira de Contratação. Essas feiras são realizadas em alguns estados, como SP, RJ e Recife, onde os empregadores vem até o Brasil para realizar as entrevistas com os participantes do Work Experience. Geralmente ocorrem em um hotel, onde todos os participantes precisam estar formalmente vestidos, para realizar as entrevistas em inglês.



Feira de Contratação

Uma particularidade da feira de contratações do Work Experience, é que o participante pode escolher 5 opções de empregadores de acordo com sua preferencia para realizar a entrevista. E no mesmo dia que faz a entrevista, já fica sabendo se será ou não contratado! Geralmente, existem muitas vagas para as feiras de contratações e praticamente todos os participantes saem com uma vaga. Porém, quando o empregador aceira o participante para trabalhar, o participante não pode mais desistir.
Infelizmente, são poucos empregadores que vem para o Brasil realizar as entrevistas na feira de contratações. De 96 empregadores no total do Work Experience, apenas 10 empregadores estarão presentes.
Eu não sei como funciona para os participantes do Placement, porém pra quem é do Placement Plus, eu ainda tive a escolha de não participar de feira. Fiz esta escolha porque nenhum dos empregadores me agradaram. A minha opção é ir para a Califa, e nenhum dos empregadores da feira está localizado lá.
 
O único mesmo que me agradou foi o Hard Rock, que está com opção para trabalho em vários locais dos USA. Mais e se eu não conseguir na Califa? Acho que não vale a pena arriscar ..
Mais enfim, a feira de contratações é muito interessante. Já que fornece ao participante a chance de conhecer seu empregador, conversar, tirar dúvidas, e já estar com uma vaga super certa logo em julho!
Agora tenho que esperar em agosto, quando vai começar as contratações com os outros empregadores!
Que venha o Big Bear! HAHA ..
Feira de Contratações Work Experience 2012/2013:
Kalahari Resort ( WI e OH) – Rio de Janeiro, Recife, São Paulo
Great Wolf Lodge (KS e WI) – Rio de Janeiro
Café Du Monde (LA) – Rio de Janeiro, Recife, São Paulo
Steak and Shake (TX) – Rio de Janeiro, Recife, São Paulo
Universal Studios (FL) – Rio de Janeiro
Windham mountain (NY) – Rio de Janeiro
Whitetail Resort (PA) – Rio de Janeiro
Hard Rock Café (várias cidades) – Rio de Janeiro
The Summit at Snoqualmie (WA) – Rio de Janeiro
 
→ Saiba mais sobre o intercâmbio Work Experience com a IE Intercâmbio
Work Experience USA

Intercâmbio Work Experience USA : Como escolhi

Resolvi fazer intercâmbio, e a opção foi o Work Experience USA. Sempre cresci com a ideia que ir para o exterior, seja pra estudar ou trabalhar. Quando a oportunidade chegou, bateu aquela incerteza do que fazer. Revirei a internet em busca de opções e fui em várias agências de viagem em busca de uma ideia.



Work Experience USA

Como na época eu estava fazendo faculdade, me sugeriram o programa de Work Experience USA. Esse intercâmbio é realizado durante as férias da faculdade onde você vai para os Estados Unidos para trabalhar. O período de intercâmbio é de 3 meses de trabalho e você ainda pode ficar 1 mês viajando, entre os meses de novembro a março. E sabe o que é melhor? Você recebe doletas para isso!

»» Estados Unidos – Opções de trabalho na América

Trabalho

Durante o Work Experience USA você tem a oportunidade de entrar de cabeça na cultura americana por trabalhar em resorts, hoteis, parques temáticos, estações de esqui e outros.

»» Work Experience : Feira de Contratação

O processo para conseguir o trabalho consiste em fazer uma entrevista com o empregador lá dos EUA. Esses empregadores já fazem parte do processo do Work Experience. Seu agente de viagens vai te enviar as vagas com a descrição do que irá fazer, quanto irá ganhar e se nesse trabalho tem hospedagem e alimentação inclusa.

Existe uma feira de contratação, realizada geralmente em São Paulo e no Rio de Janeiro. Lá se reuni vários empregadores e participantes que realizam a entrevista, e podem ou não serem aprovados. Ou você pode opinar por realizar a entrevista via Skype, dependendo do empregador.

Eu trabalhei no Hotel Renaissance Palm Springs, localizado em Palm Springs na Califórnia. Meu trabalho era ser busser, que era ajudar o garçom a manter as mesas do restaurante do hotel organizadas. A rotina do trabalho era bem legal. Existia dias que eu praticamente corria de um lado pro outro, e outros que não aparecia um gato tomar café.

»» Meu resumo do Work Experience

Work Experience USA não é mole 

Tem muita gente que desiste do intercâmbio por não aguentar a pegada. As vezes, pode ser que seja o primeiro trabalho da pessoa. E a pessoa simplesmente não aguenta. No meio das pessoas que foram comigo, dois desistiram. Não era o que esperavam e não gostaram do trabalho.

Pode ser também que você vá trabalhar numa estação de esqui no meio dos Estados Unidos, onde a temperatura média é de -30°. E pode ser que sua jornada de trabalho comece às 5 da madruga, tendo que subir lá no topo da montanha pra tirar excessos de neve. Mas já pensou na vista recompensadora que terá do nascer do sol por trás das montanhas congeladas? Ou aprender snow board?

»» Work Experience : Trabalho em rede de hotelaria

Tem opções de trabalho pra todos os gostos, ou todos os frios rs. Então meu conselho é você pensar bastante antes de escolher seu trabalho. Escolha o lugar que vai se proporcionar um melhor bem estar, mas que ao mesmo tempo te proporcione desafios. Eu escolhi o deserto e amei!

Conclusão

Quebrei muitos copos e pratos, meus pés e mãos ficavam esfolados, minhas costas doíam. Tive até mesmo que trabalhar 15 dias diretos no Natal, pois esqueceram de me dar folga. Do outro lado, voltei com a bagagem cheia de amigos pra uma vida inteira, inglês tinindo, conhecimento da cultura americana e várias viagens e momentos que jamais irei esquecer.

Feira de Contratação para trabalho no exterior durante as férias universitárias

Que tal durante as férias universitárias viver uma experiência de trabalho nos Estados Unidos? Além de estar empregado legalmente, o participante tem a oportunidade de aprimorar o inglês, conviver com pessoas do mundo todo e ainda ter ganhos entre 8 a 12 dólares por hora, podendo receber até US$ 1.600 de salário mensal.



Work Experience IE

Work Experience IE
Férias universitária nos EUA

É o que promete o programa Work Experience da IE Intercâmbio! As vagas são para estações de esqui na Califórnia e Colorado, parques aquáticos, hotéis e resorts em Miami com carga horária mínima de 32h e máxima de 40h semanais. A modalidade é exclusiva para universitários entre 18 a 29 anos com nível de inglês a partir do intermediário. 

Antes de participar das entrevistas, o interessado precisa fechar o pacote a partir de US$ 1.899 dólares e informar, no momento da inscrição, para qual vaga de emprego quer concorrer. O pagamento pode ser à vista ou, se preferir, realizar uma entrada e quitar o restante em até 12 parcelas.

Segundo a diretora do WE, Luciana Gomes, o candidato consegue arcar com os custos de acomodação e alimentação com o salário que ele recebe. “É um ótimo investimento porque vai praticar o inglês, viver uma experiência bem diferente, ter contato com a neve, conhecer a cultura americana e agregar ao currículo um trabalho internacional”, acrescentou.

Feira de Contratação

Com a inscrição e documentos autorizados pela IE Intercâmbio, o candidato deve comparecer nas entrevistas presenciais direto com os empregadores americanos. O processo seletivo será durante a 17ª feira de contratação nos dias 18, 26 e 27 de agosto das 9h às 18h, no Hotel Windsor Leme, localizado na avenida Atlântica, 656, no Rio de Janeiro.

“Antes da inscrição, realizamos em nossas agências uma pré-seleção com os universitários, auxiliamos na escolha do empregado e passamos orientações para realizarem uma boa entrevista. Afinal, será uma entrevista de trabalho em inglês,  explicou Luciana , anunciando que neste ano as vagas disponíveis giram em torno de 300 a 500 para diversas funções.

Entre as empresas contratantes o candidato poderá concorrer a uma vaga na Boyne Mountain Resort do Michigan, Loews Hotel em Miami, Wilderness Resort de Wisconsin Dells e Euro Snack da Califórnia e The Summit at Snoqualmie no estados de Washington. A duração do trabalho varia de 3 a 4 meses, conforme as férias do aluno.

Trabalho, amadurecimento e imersão cultural

Work Experience IE
Work Experience IE

O Work Experience começou em 1998 com um grupo de 48 pessoas e, dez anos depois, 3.000 mil participantes foram enviados em uma única temporada. Desde que a IE começou com o programa, mais de 20 mil estudantes universitários arrumaram as malas para trabalhar durante as férias nos Estados Unidos.

Quem faz parte dessa estatística é a apresentadora da TV Globo, Fernanda Gentil que viveu essa experiência no Colorado em 2005 e 2006. “Aprendi a ter disciplina, responsabilidade, administrar o meu dinheiro. E até no meu trabalho isso influencia por eu ter convivido muito com esporte durante o meu intercâmbio”, relembrou em depoimento.

“Trabalhar durante as férias universitárias e ainda ganhar em dólar foi uma das melhores experiências da minha vida! O fato de estar conectado com pessoas não só dos Estados Unidos, mas sim de todo o mundo, conhecendo lugares incríveis, culturas e adquirindo maturidade, realmente fazem valer a pena”, ressaltou o universitário Gabriel Gomides.

Para a mestre em administração de empresas, Ingrid Barreto, fazer intercâmbio torna o currículo mais atrativo. “Se estamos diante de uma entrevista na etapa final, aquele com uma vivência em outro país, entrará certamente. Pois, desperta maturidade e a necessidade de estabelecermos networking, característica diferenciada dos profissionais de hoje”, finalizou.

O quê? Experiência de trabalho nos EUA no período das férias universitárias por meio do programa Work Experience IE.

Quando? Durante a 17ª feira de contratação internacional com a presença de empregadores americanos.

Onde? Nos dias 18, 26 e 27 de agosto das 9h às 18h, no Hotel Windsor Leme, localizado na avenida Atlântica, 656, no Rio de Janeiro.

Sobre a IE intercâmbio

A IE é uma das maiores redes de intercâmbio cultural do Brasil, com agências de norte a sul do país. Especialista em intercâmbio de estudo, trabalho ou universidades no exterior é uma das empresas mais reconhecidas e tradicionais do segmento. Para estudar no exterior, fazer high school, viajar nas férias ou ter uma experiência de trabalho, a IE oferece intercâmbios para todas as idades. Acesse o site Oficial: www.ie.com.br.

Redes Sociais IE intercâmbio

https://www.facebook.com/IEintercambio
https://www.instagram.com/ieintercambio/
https://twitter.com/ieintercambio
https://www.youtube.com/user/ieintercambio

Divulgação: Rojas Comunicação
Tel. (11) 3675-4940

Quer saber mais sobre Work Experience ?

→ Work Experience : Saiba mais sobre o intercâmbio

 Meu resumo do Work Experience

 Work Experience : Trabalho em rede de hotelaria

 Work Experience : Feira de Contratação

Work Experience USA

Work and Travel – Saiba mais sobre o intercâmbio

Work and Travel, também conhecido como Work Experience, é um programa de intercâmbio de trabalho nos Estados Unidos (existem também para outros países), onde você tem a possibilidade de conhecer uma nova cultura, fazer amigos, praticar inglês e ter uma super experiência de vida. Com o Work Experience você tem oportunidades de trabalhar em hotéis, resorts, estações de esqui, parques temáticos, restaurantes e lojas espalhados por EUA.


Work and Travel : Como funciona

É um programa de intercâmbio de trabalho regulamentado pelo governo norte-americano e, portanto, obedece as leis de trabalho estabelecidas nos Estados Unidos. Empregadores dos Estados Unidos buscam jovens interessados em trabalhar em suas empresas durante a temporada de inverno americana. Work Experience IE é marca registrada e programa exclusivo da IE Intercâmbio.

Visto e documentação legal

Após inscrito no programa, você precisará solicitar o visto J1 junto ao Consulado Americano, onde apresentará o seu formulário DS 2019 (permissão de trabalho) para poder trabalhar legalmente nos Estados Unidos. Além do visto e DS 2019, você precisará do Social Security que irá tirar após chegar ao país. A IE disponibiliza o serviço de agendamento para solicitar o visto e te orienta durante todo o processo.

»» Visto Americano : Como fazer o agendamento

Seu trabalho nos EUA

No período do inverno as cidades turísticas ficam mais movimentadas, por isso, os trabalhos mais comuns são em ski resorts, parques aquáticos, restaurantes de fast food e lojas, com as mais variadas funções. Cidades pequenas também são uma boa opção, pois a concorrência é menor e há menos brasileiros, oportunidade para melhor praticar seu inglês. A média salarial é de USD 7,00 por hora trabalhada.

Onde morar

Sua moradia pode ser em alojamentos ou dormitórios oferecidos gratuitamente pelo empregador com preço combinado descontado no contracheque. Ainda existe a opção de alugar uma casa ou apartamento para dividir com outros participantes.

»» Seguro Viagem para Estados Unidos : Como escolher ?

Como vou para o trabalho?

O transporte de casa para o trabalho pode ser oferecido, pelo empregador, gratuitamente ou então com algum desconto. Em algumas regiões turísticas há ônibus circulando o tempo todo.

Benefícios

Os empregadores geralmente oferecem alguns benefícios aos seus contratados, como descontos para esquiar, alimentação, gorjetas, transporte para outras cidades, bônus de fim de temporada, entre outros.

Visto de trabalho temporário para brasileiros

Visto de trabalho para brasileiros : Conheça opções

Conseguir um visto de trabalho para ir trabalhar em outro país é uma das coisas mais buscadas pelos brasileiros. Com a crise afetando feio o Brasil, a procura só aumenta. O principal país que os brasileiros pensam para deixar o país é ir aos Estados Unidos. Mas existem outros países também que oferecem visto de trabalho para brasileiros.



Visto de trabalho para brasileiros

Alguns países oferecem a oportunidade de visto de trabalho para brasileiros trabalharem de forma temporária, como atendente de hostel ou garçom. Outros ainda dão chances para que você consiga um trabalho permanente em vagas concorridas e com bons salários. Veja algumas opções de países que oferecem visto de trabalho para brasileiros.

Estados Unidos

Se você for estudante universitário, essa é uma oportunidade. Todos os anos, os Estados Unidos cedem visto de trabalho para vários estudantes que desejam trabalhar temporariamente no perímetro americano.

»» Work and Travel – Saiba mais sobre o intercâmbio

Esse visto é conhecido como J-1, que é para o programa de intercâmbio Work and Travel. Eu realizei este intercâmbio na Califórnia, e adorei. Trabalhei em uma das maiores redes de hotel do mundo como Busser, ajudante de garçom. Melhor experiência ever!

O programa consiste em 3 meses de trabalho durante as férias da faculdade, e mais 1 mês para você poder viajar pelo país.

»» Meu resumo do Work Experience

O visto de trabalho H-1B é também outro visto temporário, que podem ser solicitados por profissionais com diploma de bacharelado e que tenham uma proposta de trabalho temporário em alguma empresa americana.

»» Estados Unidos – Opções de trabalho na América

E também tem o L-1. Esse visto de trabalho é para aqueles profissionais de empresas multinacionais que são transferidos para alguma sede nos Estados Unidos.

Irlanda

A Irlanda é bem receptiva para brasileiros que querem trabalhar e estudar temporariamente. Não é a toa que o país está fervendo de brasileiros. Ela é um dos destinos mais baratos para intercâmbio.

Antigamente, o visto de estudante que permite também trabalho temporário valia por um ano. A regra a partir de Outubro de 2015 é que agora o visto só é válido por 8 meses.

Saiba Mais ! – Atitudes que atrapalham o aprendizado do inglês no exterior

O intercâmbio consiste em 25 semanas de curso de inglês, 8 semanas de férias e ainda com direito para trabalho temporário por 20 horas semanais.

Nova Zelândia

O país oferece a oportunidade para brasileiros trabalharem temporariamente no país, desde que estejam fazendo cursos com duração mínima de 14 semanas.

Além disso, a Nova Zelândia oferece a oportunidade de visto de trabalho de 1 ano através do programa Working Holiday Visa. Mas a cota é limitada, então fique atento às inscrições.

Saiba Mais ! – Working Holiday Visa: Viaje e trabalhe por um ano na Nova Zelândia

Austrália

A Austrália também oferece a chance de trabalho temporário, caso você fizer um curso mínimo de 14 semanas.

Além disso, para aqueles que desejam imigrar permanentemente, o governo australiano oferece oportunidades de visto de trabalho para profissionais de diversas áreas.

Saiba Mais ! – Assistência Médica gratuita do INSS no exterior – Como funciona?

Argentina

O Ministério das Relações Exteriores possui um acordo entre o Brasil e a Argentina, onde brasileiros podem solicitar um visto de residência temporária. Com esse visto, você pode trabalhar, viajar e estudar na Argentina. O visto é válido por 2 anos, e você pode ainda renovar.