Visto americano para turismo

Visto Americano para Turismo (B1/B2)

Como mencionei no post anterior, depois de 2 semanas que voltei dos EUA eu já fui lá enfrentar a filinha da esperança no consulado americano para conseguir um novo visto. Meu primeiro visto, como eu já descrevi anteriormente, foi o J1 que foi para trabalho temporário nos EUA. Dessa vez, eu tirei o visto americano para turismo.



Visto americano para turismo B1/B2

O visto de turista tem validade de até 10 anos. Isso que significa entre o período de 10 anos você não irá precisar voltar ao consulado para solicitar novamente este visto. Você poderá entrar e sair dos Estados Unidos quantas vezes quiser, caso a imigração americana permita. Lembrando que o tempo máximo de permanência de turistas no pais é de 6 meses! 😉

Como é o processo

Como todos já sabem, o processo de tirar o visto é MUITO chato. Você precisa reservar 2 dias só pra isso.
O primeiro dia você precisa ir ao CASV, onde será verificado se você realmente realizou o envio do seu DS-160 com todas as informações e também se você possui todos os principais documentos para solicitar seu visto. Além disso, eles cadastram suas digitais e tiram uma foto ao qual irá ser estampado no visto em seu passaporte.
Desta vez, o CASV foi mega rápido pra mim. Desde o processo de espera na fila, análise dos documentos, tirar foto e impressões digitais, demorou não mais do que 30 minutos. Achei super rápido! Confesso que foi até que frustante, pois demorei 3 horas dirigindo naquele trânsito louco de São Paulo para chegar lá e fazer tudo rapidinho.
O outro dia é o mais tenso. Hora de fazer entrevista com o pessoal americano e fazer cara do gatinho do Shrek para conseguir seu glorioso passe livre para a terrinha do tio Sam. Esse dia demorou 2 horas e meia! Minha entrevista estava marcada para 11:40, cheguei lá as 10 e fui comer um lanche e alugar um guarda-volumes na lanchonete que fica bem em frente do consulado para guardar minha bolsa. Lembre-se que o pessoal é chato, e não deixam entrar nem implorando de joelhos no milho com celular e afins, então melhor não perder tempo e largar tudo que lhe pertence num guarda-volumes e entrar somente com seus documentos.

Entrevista no Consulado

Enfim, entrei lá no consulado 10:20. Me fizeram esperar num banco porque não era minha hora, depois de 10 minutos eles liberaram o pessoal da minha hora para entregar o DS-160 e o passaporte e formar outra fila. Somente às 11:30 liberaram a fila para a revista, o que começou só as 11:40.
Ou seja, não adianta querer chegar mais cedo, pois não vão te deixar entrar. Depois de te revistarem, eles te mandam lá pra dentro onde várias pessoas de horas anteriores ficam na espera do ser chamado para recolher seu passaporte e entrar em outra fila para poder realizar a temida entrevista.
Meu nome foi chamado logo, depois de uns 15 minutos. A fila também não demorou tanto, pois eles possuiem vários guichês. Dai enfim, chegou minha vez! As perguntas foram todas em português e foi mais ou menos assim:
  • Para onde você está viajando?
  • O que você faz?
  •  Sua faculdade é privada ou publica?
  • Quem irá pagar por sua viagem? (Geralmente é nessa hora que ele pede a declaração de imposto de renda da pessoa responsável pelo pagamento e até mesmo outros documentos para complementarem a comprovação)
  • Você já esteve nos EUA?
  • Quando ?
  • Parabéns, seu visto foi aprovado!

Aprovado!

É bem nessa hora que seus olhos brilham e seu sorriso não se contém. Você sai daquele guichê toda suada de todo nervosismo, com sensação de dever cumprido, com vontade de sair correndo e gritando de felicidade. Sentimento tão bom !! Haha..

Dicas

Mais aqui vai minha dica pra vocês. Eu acredito que muita gente tem seu visto negado pois deixa transparecer muito seu nervosismo o que pode ser confundindo com incerteza das suas respostas. Todo mundo fica nervoso, isso é normal!
Mais quando chegar a sua hora da entrevista, seja claro e firme com suas respostas. Não tente contar sua vida, seja objetivo. Não ofereça para mostrar documentos, não responda mais do que foi perguntado. Seja educado e tente passar a sensação de confiança. 
Depois disso, eles pedem o prazo de 15 dias para entregarem o passaporte em sua residência sem custo adicional através da empresa DHL. O meu chegou em apenas 7 dias!
Espero que tenha conseguido passar para vocês um pouco como é esse processo louco de tirar visto. Conta pra gente como foi sua experiência ?
Leia Mais ..
 Principais motivos que ocasionam o visto negado
♥ Dicas para entrevista no consulado americano
Assistência Médica do INSS

Assistência Médica gratuita do INSS no exterior – Como funciona?

O Certificado de Direito à Assistência Médica (CDAM), mais conhecido como Seguro de Viagem do INSS, faz parte de um acordo entre o Ministério da Saúde e os países Portugal, Itália e Cabo Verde. Isso quer dizer que graças ao Ministério da Saúde nós brasileiros temos o direito a assistência médica totalmente gratuito nestes países, sem precisar comprovar nenhuma contribuição com a previdência para ter acesso.


Onde é válido

Há pouco tempo atrás o Brasil ainda tinha o convênio de assistência médica com a Espanha, Grécia, Argentina, Chile e Uruguai, porém foi cancelado.

Mas o Brasil ainda tem o acordo com Portugal, Itália e Cabo Verde.

Como conseguir a Assistência Médica gratuita

Antes de viajar, você precisa comparecer em algum desses endereços, que ficam nas capitais de todos os estados. É preciso levar o original e uma cópia deste documentos:

  • Carteira de Identidade
  • CPF
  • Passaporte
  • Comprovante de residência
  • Cópia da carta de aceite da Universidade (se for seu caso)
  • Cópia da passagem de ida e volta

Você precisa ir buscar após dois dias. O certificado é emitido de forma gratuita e possui validade de um ano com direito à renovação.

Isso quer dizer que não preciso do Seguro de Saúde Internacional convencional?

Isso é relativo. O valor médio de um seguro internacional para uma viagem de 15 dias para a Europa é de R$ 160. Este seguro inclui assistência por telefone em português, visita médica domiciliar, regresso antecipado ao Brasil por motivos médicos, bagagem extraviada e alguns outros benefícios.

♣ Veja Mais ! – Seguro de Viagem Internacional – Você sabe como funciona?

A Assistência Médica do INSS, por outro lado, só cobre despesas relacionadas a saúde e não possui indenizações quanto a problemas de bagagem, cancelamento de viagem e outros.

O convênio do INSS talvez seja interessante em caso de estudo, ou viagens muito longas, onde a contratação do seguro-assistência pode acabar saindo bem caro.

Além disso, se houver alguma conexão ou se você for viajar para qualquer outro país da Europa, é obrigatório a contratação de um seguro de saúde com cobertura de 30 mil euros. Isso é devido ao Tratado de Schengen, que exige essa cobertura ou, então, você não poderá ingressar ao país.

A partir de 2016 visto Canadense não será mais exigido

Visto Canadense : Exigências para brasileiros

Notícia super esperada por brasileiros que desejam viajar para o Canadá. O Governo Canadense anunciou que, para aumentar o comércio e turismo do país, eles irão retirar a exigência do visto canadense para uma boa parte dos brasileiros. Com essa novidade, o governo Canadense espera aumentar o número de turistas e também de estudantes que desejam estudar no Canadá por até 6 meses.



Visto Canadense

A ideia do país é expandir o programa ETA (Autorização Eletrônica de Viagem) que tem o objetivo de reduzir a burocracia e a exigência do visto tanto para o Brasil como também para Bulgária, México e Romênia. Com esse programa, é preciso apenas de uma pré-autorização que é realizada totalmente online antes de viajar.

Segundo o comunicado oficial no site do governo canadense, a decisão faz com que o país se torne um destino mais atrativo para turistas e empresários, permitindo que a segurança local foque seus recursos em áreas mais importantes, como o controle de viajantes de maior risco.

»» Seguro de Viagem Internacional – Você sabe como funciona?

Visto Canadense – Quais as exigências para contemplar no novo programa?

  • Ter um visto de turista ou de negócios válido dos Estados Unidos, ou
  • Ter tido um visto canadense, ou
  • Ter visitado o Canadá nos últimos 10 anos.

Para fazer o cadastro para o novo programa é só acessar o site oficial do governo canadense:
http://www.cic.gc.ca/english/visit/eta-start.asp

A nova regra do visto canadense só será válida para viajantes que chegarem no Canadá via aéreo, onde o visto canadense será dado na imigração canadense. Hoje o visto canadense custa em média de R$ 350. Com este novo programa, a redução de burocracia e de custos será enorme.

Porém, a novidade vai demorar um pouquinho. A previsão para que o sistema de emissão do novo visto canadense comece a funcionar é de Março de 2016.

Clique aqui para ler o comunicado oficial do Governo Canadense.

Praia Grande, Ubatuba

Ubatuba – Conheça as águas cristalinas de Praia Grande

Ubatuba é o litoral norte do estado de São Paulo, que na minha opinião, possui as melhores praias do estado. Pra quem mora na capital, ou no interior de São Paulo, Ubatuba é uma boa alternativa pra uma viagem de fim de semana ou feriado prolongado.




Ubatuba : Praia Grande

No meio de contratempos, infelizmente só pude conhecer a Praia Grande. Essa praia é a mais badalada de todas, além de possuir águas cristalinas e uma paisagem deslumbrante.

A praia também possui uma ótima infraestrutura, cheia de quiosques, e algumas opções de estacionamento com preço acessível. Parei em um estacionamento, que o dia era R$ 10!

Aquário de Ubatuba

Além disso, esta praia fica aproximadamente 4km do centro. Onde está localizado o Aquário de Ubatuba, várias lojinhas e diversos restaurantes pra todos os gostos.

Localização

Também achei ela bem parecida com a Praia da Joaquina, de Florianópolis. Águas geladas, e paisagem de pedras são bem parecidas. Porém, achei a infraestrutura da Praia Grande muito melhor !

Ubatuba possui localização privilegiada a 240 km de São Paulo, 320 km do Rio de Janeiro e 70 km de Parati. Acesso pela rodovia Rio-Santos (SP 55, trecho estadual – BR 101, trecho federal), caminho que oferece belas paisagens de praias e montanhas da Serra do Mar.

Partindo de São Paulo a melhor opção é a rodovia Ayrton Senna, rodovia Carvalho Pinto com opção de descer a Serra pela rodovia Tamoios (SP 99), passando por Paraibuna e Caraguatatuba, ou pela rodovia Oswaldo Cruz (SP 125), passando por Taubaté e São Luiz do Paraitinga.
Partindo do Rio de Janeiro a melhor opção é a rodovia Rio-Santos, passando por Angra dos Reis, Parati, além de uma infinidade de praias, ilhas e montanhas como cenário deslumbrante. A cidade possui aeroporto para pequenos aviões. O acesso por via aérea é possível via taxi – aéreo.

 

 
Visto negado - O que fazer?

O que fazer após ter seu visto negado

Visto negado. Esse é o maior medo ao ter que se confrontar com o consulado americano.
Mais e agora José, o que fazer após ter seu visto negado?
O que fazer após ter seu visto negado?
O que fazer após ter seu visto negado?

Ao ter um Visto negado, junto com o Passaporte, o solicitante receberá uma carta com a explicação do porque o visto foi negado.




Visto Negado – Quando requerer novamente

Motivo de recusa pela seção 214(b)

Essa negativa, permite ao requerente tentar novamente quando bem entender. É necessário compreender o que motivou a recusa da aprovação do Visto. Geralmente, a Autoridade Consular não se convenceu de que o requerente tem vínculos fortes ou é capaz de se manter durante a viagem, e por isto a negativa do Visto.

O requerente deverá, em caso de nova tentativa, anexar documentos que possam convencer a autoridade Consular a emitir o Documento. Se o solicitante decidir solicitar novamente o visto, será necessário realizar um novo agendamento, pagar uma nova taxa de visto e comprovar que houve uma mudança em sua situação desde a solicitação anterior do Documento.

Há também casos em que não há explicação aparente para a não emissão do Documento. Nestes casos, o livre-arbítrio deve ser exercido.

Motivo de recusa pela seção 221(g)

Essa negativa, 221(g), é quando o entrevistador interpreta que faltam documentos comprobatórios. Ao receber a carta motivo da recusa, ela indicará a provável lista de documentos que deverão ser apresentados para que a emissão do Documento seja efetuada.

A carta também trará instruções de sobre como enviar os documentos adicionais. O solicitante não terá que pagar novamente a taxa MRV. O envio dos documentos adicionais requeridos deverá ser feita em um prazo máximo de 01 ano, ou a solicitação pendente será encerrada. Se houver, ainda, um informe de que o requerimento está sob análise administrativa, o prazo de um ano não terá efeito. Se Documentos adicionais forem requeridos, o requerente será contatado.

Documentos para viajar para Europa

Documentos para viajar para Europa : O que levar

Documentos para viajar para Europa são uma das preocupações de viajantes. O carimbo no passaporte dando acesso ao seu país de destino é, talvez, uma das maiores preocupações para quem vai viajar a turismo ao exterior. Apesar da maioria dos países europeus “facilitarem” a entrada de brasileiros, é muito comum que eles solicitem documentos que comprovem que você apenas está na Europa para turistar.

» Mochilão na Europa : Roteiro e agência de viagem



Documentos para viajar para Europa

Passaporte

O passaporte é um documento obrigatório. Se você ainda não tem seu passaporte, veja só como você pode tirar o seu. Mas se você já tem, fique atento a data de validade. Você precisa ter uma validade mínima de 6 meses após o término da sua viagem.

Se programe com antecedência para tirar seu passaporte. Em algumas cidades, a espera para agendamento pode demorar dias ou até mesmo meses. Leve ainda em consideração possíveis atrasos que podem ocorrer.

Visto

Brasileiros viajando a turismo por até 3 meses não precisam de visto para viajar para os países da União Europeia. Vale lembrar que nem todos os países da Europa fazem parte da União Europeia e nem todos fazem parte do Tratado de Schengen. Mas praticamente todos os países fora do bloco também não costumam exigir vistos dos brasileiros, como a Rússia, Turquia, Bósnia, Albânia, entre outros. Na dúvida, pesquise junto ao órgão oficial (consulado ou embaixada) sobre a exigência ou não de visto entre os documentos para viajar para Europa.

»» Dicas de Mochilão em Paris

Tratado de Schengen

O Tratado ou Acordo de Schengen permite a circulação de pessoas ao redor dos países que estão dentro deste acordo. Isso quer dizer que quando você passar por qualquer um desses países listados abaixo, você só precisará passar pela imigração uma única vez. Lembrando que o Reino Unido não está incluso neste acordo, ok?! 😉

Países que fazem parte do Tratado de Schengen

Áustria, Bélgica, República Tcheca, Dinamarca, Estônia, Finlândia, França, Alemanha, Islândia, Itália, Letônia, Liechtenstein, Lituânia, Luxemburgo, Malta, Países Baixos, Noruega, Polônia, Portugal, Eslováquia, Eslovênia, Espanha, Suécia, Suíça, Grécia, Hungria, Mônaco e San Marino.

Seguro de Viagem

O seguro de viagem é essencial para quem vai viajar para o exterior, e até mesmo para dentro do Brasil. Mas se você está indo para os países que fazer parte do Acordo de Schengen, fique sabendo que o seguro de viagem é obrigatório. E não para por aí, eles ainda exigem que o seguro tenha uma cobertura mínima de € 30 mil que assegure assistência médica por doença ou acidente.

»» Seguro de Viagem Internacional – Você sabe como funciona?

Passagem de volta

Não se esqueça de também comprar sua passagem de volta antes da sua viagem para a Europa. Essa é um dos documentos mais requisitados pela imigração, e aconteceu comigo. Quando estava entrando no Reino Unido, vindo de Paris por ônibus, tive que passar pela imigração. A única coisa que me pediram foi a passagem de volta para o Brasil. E percebi que estavam pedindo o mesmo para todos que estavam passando pela imigração britânica.

Comprovante de Hospedagem 

Outra documento muito requisitado é o comprovante de reserva de hospedagem, sendo em hotel ou hostel. Na minha viagem pela Europa, eu fiz a reserva de todos os hostels através do Booking. Eles possuem a opção de cancelamento grátis até 1 dia antes da hospedagem. O que garante uma maior flexibilidade no planejamento da viagem.

Carta Convite

Caso você não for ficar em hotel, ou hostel, e irá ficar na casa de algum amigo que reside legalmente na Europa, você terá que correr atrás de uma carta convite. Você terá que pedir a seu amigo correr atrás pra ver se terá necessidade de registrar a carta convite em algum órgão oficial do país.

»» O que fazer em Edimburgo, na Escócia ?

Comprovantes Financeiros

Existe a possibilidade da imigração solicitar que você comprove suas condições financeiras para se virar na Europa durante sua viagem. Você pode comprovar mostrando seu extrato bancário, comprovante de limite de cartão de crédito, extrato de cartão pré-pago de viagem e até mesmo mostrando a quantia em espécie. Geralmente, o valor médio diário é €65 por dia.

Documentos para viajar para Europa : Checklist

 Passaporte : Com validade de pelo menos 6 meses.

Seguro de Viagem : Cobertura mínima para países que fazem parte do Tratado de Schengen de € 30.000.

 Passagem Aérea : Comprar passagem de volta antes de ir para a Europa.

 Comprovante de Hospedagem : Reservas de hotel ou hostel, ou carta convite caso for ficar na casa de amigos. 

 Comprovantes Financeiros : Que mostrem que você tem money necessário pra se manter durante a viagem.


Booking.com

Visto Americano - Route 66

Visto Americano – Conheça os tipos de visto americano

Você sabe quais tipos de visto americano existem? Antes de dar inicio num processo para solicitar um visto americano, o solicitante deve estar ciente em qual tipo de visto deverá aplicar para não ter futuros problemas, por exemplo, se você vai para os EUA com visto de turista, você não poderá fazer nada além do que o seu visto permite como Trabalhar e Estudar onde para nestes casos o solicitante deve aplicar pelo visto apropriado.




Qual Tipo de Visto Americano Devo Tirar

Uma dica é de não aplicar para o visto C1 se o viajante pretende viajar aos Estados Unidos futuramente, pois o processo para solicitar este visto é praticamente o mesmo para solicitação do tipo B1/B2 (Turismo e negócios), pois com este o solicitante poderá entrar no país e ficar entre 3 a 6 meses dependendo do limite cedido pela imigração.

 

Veja abaixo mais detalhes sobre alguns tipos de visto americano

 
Tipo Detalhes sobre o visto
A1/A2 Visto destinado apenas para funcionários de governos e diplomatas
A3 Para empregadas domesticas
B1 Visto de negócios que pode ser usado para quem vai participar de algum evento
B2 O mais solicitado, destinado para turismo ou tratamento médico
C1 Para viajantes em conexão nos Estados Unidos
C1/D Mesma categoria acima, porém destinado a tripulantes de aviões e marítimas
F1 Destinados a estudantes vocacionais ou acadêmicos
H Para trabalhos temporários incluindo o estagio
I Visto para jornalistas e pessoas da mídia
L Trabalhadores temporários desde que foram transferidos da mesma empresa
O ou P Atletas ou pessoas de habilidades em ciências, artes
Q Para intercambio cultural
R Visto destinado a Religiosos

Por Quanto Tempo Vale um Visto Para os EUA?

A validade de seu visto americano vai depender do agente que te entrevistar, dependendo do tipo de visto que o solicitante requerer, o mesmo poderá valer por até 10 anos que é o caso dos solicitantes que aplicam para o visto de turista, ou em alguns casos o requerente pode conseguir um visto limitado que é muito raro de acontecer onde o requerente pode receber um visto com validade de apenas três meses ou pode também conseguir um visto com um limite de fazer apenas uma viagem em um determinado período determinado pelo agente.

Mas no geral a maioria acaba recebendo um visto americano de 10 anos! 😀 Yaaaay !

Muitas pessoas confundem o tempo da validade do visto com tempo de permissão para ficar nos Estados Unidos. Por exemplo, se você tiver um visto B1/B2 com validade de 10 anos, não significa que poderá permanecer nos EUA por 10 anos, quando você chegar ao aeroporto, o seu tempo de permanência será determinado pelo agente da imigração, mas normalmente a grande maioria dos viajantes conseguem um prazo de seis meses para viagens a turismo.

 
Dependendo da validade do seu visto, poderá entrar e sair dos EUA quantas vezes quiser, limitando-se a permanência total de 6 meses por ano!
Por exemplo, meu visto vale por 10 anos. Então até 2023 vou poder viajar aos EUA com este mesmo visto quantas vezes eu quiser. Porém, com limite de permanência de 6 meses por ano!
 
E ai, já escolheu qual é seu tipo de visto? 😉
 
Have a great weekend, see ya!
Imigração Americana - Evitar Visto Americano Negado

Visto Americano : Principais motivos que ocasionam visto negado

Ter o visto americano negado é um dos maiores medos de quem vai tirar o visto pela primeira vez. Tenho muitos amigos que ficam aflitos e até postergam a viagem dos sonhos, só de pensar que vai ter que encarar a imigração americana.
Infelizmente, existem alguns detalhes ao aplicar para o visto que podem acabar influenciando você sair do Consulado Americano sem o visto aprovado.



Continue lendo “Visto Americano : Principais motivos que ocasionam visto negado”

Passagem aérea para crianças

Passagem aérea para crianças, como funciona?

Na hora de viajar com crianças sempre aparece aquela dúvida quanto a passagem aérea para crianças. Perguntas como será que meu filho vai pagar a passagem aérea, quanto a carrinho de bebê ou se terá algum desconto surgem no meio do caminho quando vamos comprar uma passagem aérea para crianças.

Veja Mais ! – Visto americano – Como tirar o visto para crianças e idosos

A resposta é: depende. Cada companhia aérea, seja ela nacional ou internacional, possui uma regra diferente. É por isso que separamos algumas companhias aéreas para saber mais como funciona e também desvendar algumas dúvidas dos pais quando o assunto é viagem em família.


Passagem aérea para crianças de Companhias Nacionais

  0 a 24 meses 2 a 11 anos
Aviança Taxa de R$ 10 com bagagem de mão extra até 10 kg. Desconto de até 50% do preço da passagem de adulto. Mas não abrange as promoções.
Azul Não é cobrado taxa. A companhia oferece um carrinho ou bebê conforto durante a viagem. Desconto entre 10% a 40%, dependendo do destino.
Gol Desconto de até 90% em voos internacionais. Oferece bebê conforto ou carrinho. Desconto de 40%, mas não é aplicada em promoções.
TAM Não é cobrado taxa. Se levar carrinho ou bebê conforto, será cobrado o mesmo valor de crianças de 2 a 11 anos. Desconto de 25% a 30%.
Passaredo Não há taxa. Desconto de 25%.

 

Vale lembrar que as taxas de passagem aérea para crianças de 0 a 24 meses valem somente se forem no colo. Se, por acaso, optar por irem no assento você deverá pagar a mesma taxa de crianças de 2 a 11 anos.

Passagens Aéreas para Crianças de Companhias Internacionais

Geralmente, as companhias internacionais cobram 10% do valor da passagem do adulto para crianças de 0 a 24 meses. Ou optam por oferecem carrinho ou bebê conforto durante a viagem. Fora isso, você ainda pode levar uma bagagem de porão de até 10kg e uma bagagem de mão.

Veja Mais ! – Seguro de Viagem Internacional – Você sabe como funciona?

Já para crianças entre 2 e 11 anos, ou para bebês que viajam em assento próprio, é cobrado uma tarifa infantil na passagem aérea para criança que vareia em 25%.

Carrinho de bebê

As companhias aéreas europeias geralmente permitem que você leve um carrinho de bebê sem custo adicional. Algumas companhias aéreas nacionais ou internacionais também não cobram nenhuma taxa. Confira no site da sua companhia aérea sobre taxas para carrinho de bebê.

As companhias nacionais Azul, Gol, Tam, Passaredo não cobram nenhuma taxa para transporte de carrinhos de bebê. Já a Aviança não cobra taxa, desde que o bebê pague o valor de passagem de adulto.

Atente-se com a idade

Calcule a idade da criança quando for comprar a passagem aérea para crianças. Por exemplo, se seu bebê tiver com 1 ano e 9 meses e comprar a passagem para daqui 4 meses ou mais, você poderá ter problemas na hora do embarque. Então sempre calcule a idade do seu filho para o momento da viagem, e não no momento que estiver comprando o bilhete.

Veja Mais ! – Dicas para viajar grávida sem surpresas

Taxas aeroportuárias

As taxas do aeroporto podem não estar incluídas no preço da passagem aérea para crianças que, por terem um assento, já pagam as taxas aeroportuárias na totalidade. Os bebês estão isentos quando viajam no colo do adulto. No entanto, vale conhecer melhor as condições da companhia quando comprar a passagem para não ter surpresas. Em algumas situações, como em voos nacionais, as crianças também podem estar isentas do pagamento dessas taxas.

Trabalho nos Estados Unidos

Estados Unidos – Opções de trabalho na América

A crise brasileira faz com que muitos pensem na possibilidade de migrar para outro país em busca de maiores oportunidades. Os Estados Unidos é, talvez, o primeiro país se pensar. Além de ganhar em dólares, o país é conhecido por baixo custo de vida e possibilidade de vida confortável.

Você não precisa se tornar um imigrante ilegal para conseguir seu objetivo. Até porque, sendo ilegal nos Estados Unidos dificilmente irá conseguir um trabalho de maneira fácil.

Apesar de ser um país que dificulta bastante a imigração, os Estados Unidos fornece algumas opções para estrangeiros conseguirem trabalho temporário e também permanente.

 

Conheças as opções de trabalho nos Estados Unidos
Conheças as opções de trabalho nos Estados Unidos


Opções de trabalho nos Estados Unidos

Uma delas, é o programa de intercâmbio Work and Travel, ou Work Experience. Estudantes do ensino superior podem adquirir o visto J-1 para trabalhar pelo período de 3 meses e após isso viajar por 1 mês nas terras do Tio Obama. As vagas de trabalho são para resorts, hotels, parques temáticos, restaurantes e outros.

Veja Mais!Meu resumo do Work Experience

O visto H-1B é o mais difícil de conseguir, pois são direcionados a profissionais com bacharelado que possui uma proposta de trabalho nos Estados Unidos, em um cargo que exija o diploma. Neste caso, o empregador precisa provar ao governo Norte Americano o porque ele precisa contratar um estrangeiro e não um americano. O processo também é burocrático: apenas 65 mil vistos H-1B são fornecidos por anos e leva cerca de 120 dias para ficar pronto.
Veja mais sobre o visto H-1B!

Veja Mais !Conheça os tipos de vistos americanos

O visto L-1 é fornecido a funcionários que trabalham em empresa multinacionais no Brasil, e recebem uma proposta para trabalhar nos Estados Unidos. Então se você trabalha em uma empresa multinacional, fique atento a vagas no exterior!

Veja Mais !Dicas para entrevista consular americana
Veja Mais ! Agendamento de Visto de Turismo Americano (B1/B2)

Agora se você decidir fazer uma graduação nos Estados Unidos, terá o visto F-1. Este visto te dá o direito de trabalhar no campus da Universidade e também fora do campus. Porém, só é possível trabalhar fora do campus após 1 ano completo de estudos. Além disso, o estudante só pode trabalhar 20 horas semanais durante o período letivo e 40 horas semanais nas férias.