Dicas para viajar grávida sem surpresas

Provavelmente você já deve ter ouvido falar: gravidez não é doença. Os médicos ginecologistas e obstetras afirmam dizendo que as novas mamães não precisa abdicar de coisas prazerosas, como viajar grávida. Seguindo alguns cuidados básicos, não há perigo algum em colocar o pé e a barriga na estrada.

O que é aconselhado é evitar viajar grávida nos três primeiros meses devido aos sintomas de gravidez, como enjoos, azias e vômitos. O último mês também exige muito cuidado, pois você corre um sério risco de ter um parto prematuro.

As regras para viajar grávida

De acordo com as orientações do órgão internacional de Agência Nacional de Aviação Civil (ANAC), existem algumas regras viajar grávida. Até o final do 6º mês, a gestante pode viajar normalmente, a partir do 7º mês, somente com atestado médico confirmando que a gestante está apta para o transporte aéreo e, a partir do 8º mês, somente acompanhada do médico responsável.

Saiba Mais ! – Dicas para evitar dor de ouvido durante voos

Além dessa orientação geral, as companhias aéreas podem ter outras regras para a passageira possa viajar grávida. Pela Gol/Varig, grávidas até a 27ª semana de gestação (aproximadamente 6 meses de gestação) deverão preencher uma declaração de responsabilidade. Depois disso, até 35ª semana, a gestante tem que apresentar o atestado médico autorizando a viagem. Entre a 36ª e 39ª semana de Gestação (9 meses) deverão estar acompanhadas de médico responsável. Voando pela TAM, por exemplo, até o final da 35° semana, não é necessária apresentação de atestado médico para voos domésticos, somente para viagens internacionais (a partir do 8º mês).

Saiba Mais ! – Assistência Médica gratuita do INSS no exterior – Como funciona?

Nos voos da Ocean Air, da Azul e da WebJet, a partir do sétimo mês de gestação, é obrigatória a apresentação de atestado médico para viajar grávida e nos sete dias anteriores ao parto, o embarque não é permitido. (LH)

Ao comprar passagem e embarcar

Ninguém te pergunta se você está grávida antes de comprar a passagem, certo? O problema pode aparecer no portão de embarque, quando a passagem já está comprada. Por isso, recomendamos que você procure as restrições oferecidas pela companhia aérea quanto a viajar grávida antes de comprar a passagem.  Depois, peça ao seu médico um atestado que confirme quantas semanas de gestação você está para que não haja problemas na hora do embarque.

Saiba Mais ! – Seguro de Viagem Internacional – Você sabe como funciona?

Dicas para a viagem

Reserva da poltrona – dentro do Brasil as grávidas têm prioridade na primeira fileira de poltronas do avião, que têm maior espaço. É melhor também escolher uma poltrona que esteja no meio do avião, próximo da asa, para ter maior estabilidade. A poltrona deve estar também próxima do corredor e não da janela, afinal grávidas vão ao banheiro muitas vezes.

Movimente-se durante o voo e use meias elásticas – essas duas medidas irão facilitar a circulação do sangue, evitar inchaços e prevenir trombose.

Beba muita água e vá ao banheiro quantas vezes for necessário – é preciso manter-se bem hidratada, pois a umidade do ar dentro do avião é baixa e isso aumenta o risco de desidratação, que pode gerar náuseas e infecção urinária. Grávidas têm muita vontade de urinar, pois a bexiga fica comprimida durante a gravidez, portanto não segure, vá ao banheiro sempre que der vontade para evitar a contaminação da bexiga pelas bactérias que colonizam a uretra. É indicado usar roupas que facilitem essa missão.

Leve lanchinhos – é importante manter uma dieta saudável durante a gravidez e muitas vezes as refeições servidas pelo avião podem não ser as ideais. É indicado levar lanchinhos para poder comer de 3 em 3 horas (e não ficar dependente do tempo determinado pela companhia aérea). Barrinhas de cereais, castanhas e sanduíches naturais são os mais indicados pois oferecem bastante energia e são fáceis de transportar.

Companhia aérea – Verifique qual a política da sua companhia aérea para o transporte de gestantes.

Seguro Viagem – Faça um seguro de viagem que cubra gestantes, caso for viajar grávida para o exterior.

Além dessas dicas, não deixe de levar na mala os remédios liberados por sua médica para todas as situações possíveis para viajar grávida sem erros. Além disso, leve também o seu cartão de pré-natal, telefone da sua médica e os papeis do seguro viagem.

Originally posted 2016-01-25 17:38:35. Republished by Blog Post Promoter

Deixe um comentário